Handmades</center>
 
*
Bem-vindo, Visitante. Por favor faça o Login ou Registro. 12 de Dezembro de 2018, as 14:42:42


Login com nome de usuário, senha e duração da sessão


Páginas: [1]   Ir para o Fundo
  Imprimir  
Autor Tópico: Programando Line 6 Tone Core DSP Development Kit no Linux e Windows  (Lida 913 vezes)
hgamal
Hand MasterMind
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 3.731



« : 12 de Março de 2018, as 07:36:24 »

Tive um fim de semana nervoso e para não pirar, resolvi fazer a engenharia reversa do programador do módulo TCDDK da Line6 (https://line6.com/tcddk/).

Ele só funciona no Windows XP e precisa de baixar um monte do treco para fazer compilar e funcionar. Resolvi ir no caminho inverso e fazer funcionar com o mínimo de coisas.

Fiz um utilitário para permitir a programação do pedal no Linux. A coisa é muito fácil, é só fazer um dump das operações USB na interface (faço isso usando o Wireshark no linux, enquanto a aplicação original da Line 6 roda em uma máquina virtual). Em seguida, você se debruça no dump e descobre como funciona. Depois disso vem a parte mais fácil ainda, programar a coisa em C++ usando o libusb (http://libusb.info/). Mas, divertido mesmo é depurar, isso é uma delícia. Todo mundo só é feliz na vida depois de fazer isso!

Na vida, isso não é suficiente. Para mostra que você é dadivoso, depois de esfregar o @$#%@ nas ostras, testar, brigar com a família (porque eles te perturbam e não te deixam trabalhar) e funcionar, na madrugada de domingo, você publica os fontes no github liberando tudo para qualquer um. E foi o que eu fiz.

Uma bela contribuição para a humanidade que ninguém dará a mínima, mas a sensação de fazer um treco que vai para o lixo em muitos lugares, por falta de suporte da Line 6, é quase sexual. Agora eu posso programar o DSP56364 do TCDDK no linux, sem rodar aquele ambiente Java pesado na máquina virtual.

Bom, tá tarde, segue a baixo o link do que eu falei acima. Se você tem um kit desse encostado, pode tentar usar no Windows 10 (que eu ainda não testei, mas no Windows XP funciona)

https://github.com/hgamal/OTCDDK
« Última modificação: 12 de Março de 2018, as 07:38:10 por hgamal » Registrado

Deus salva... e o Rock alivia! Ainda está em tempo do Rock 'n' Roll te salvar
xformer
Administrator
DIY Freak
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 4.968


e^(i x pi)+1=0


WWW
« Responder #1 : 12 de Março de 2018, as 14:54:15 »

Mais um exemplo de obsolescência programada. Um produto que teoricamente teria vida longa, com possibilidades ilimitadas quanto a criação de novos efeitos, fica dependente de um sistema operacional antigo. Pelo menos o Haroldo vai poder aumentar o tempo de utilização do equipamento pra quem não tem mais o XP.
Registrado

O que se escreve com "facilidade" costuma ser lido com dificuldade pelos outros. Se quiser ajuda em alguma coisa, escreva com cuidado e clareza. Releia sua mensagem postada e corrija os erros.
Eduardo
Hand MasterMind
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 3.685


Paricipe da World Community Grid!


WWW
« Responder #2 : 12 de Março de 2018, as 14:57:51 »

Oi Haroldo

As dores do programador, só outro entende!

Eu estou montando um serviço anti-spam via DNSBL. Também usei o Wireshark pra criar meu programa de servidor DNS para listas negras. Quando funciona é uma alegria indescritível!

Abraços

Eduardo
Registrado

Obsoleto é filho do Custo, não da Melhoria.
Dexter
Visitante
« Responder #3 : 12 de Março de 2018, as 18:58:17 »

Mais um exemplo de obsolescência programada....

A obsolescência também está atrelada ao fabricante do processador.

O DSP56364 "saiu de linha".
Registrado
xformer
Administrator
DIY Freak
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 4.968


e^(i x pi)+1=0


WWW
« Responder #4 : 12 de Março de 2018, as 20:02:30 »

O DSP56364 "saiu de linha".

Isso é uma limitação mais para o fabricante do pedal, que vai ficar sem disponibilidade de um componente. O que de alguma forma impede ou dificulta a continuidade do mesmo modelo de pedal. A saída geralmente é substituir o processador por um mais novo, e refazer todo ambiente de desenvolvimento.  Sai caro.
Já para o consumidor e proprietário do pedal, a não ser por motivos de reparo, o término de fabricação do processador  não influencia muito. O problema é não poder reprogramar mais o pedal por falta de software ou hardware compatível. Eu tenho alguns gravadores de PICs que não tenho mais como usar, porque os computadores de hoje já não tem mais portas paralelas ou seriais RS-232. Apesar dos PICs não saírem de linha ou produção, a gravação de alguns modelos precisa de gravadores antigos, já que os mais novos que usam USB não suportam modelos de PIC antigos.
Da mesma forma, meu escaner que era por porta paralela, deixou de ser utilizável, mesmo sem defeito.

Mas a obsolescência ataca por todos lados mesmo. É inevitável em pouco tempo, termos produtos inutilizados pela evolução das coisas.
« Última modificação: 12 de Março de 2018, as 20:04:42 por xformer » Registrado

O que se escreve com "facilidade" costuma ser lido com dificuldade pelos outros. Se quiser ajuda em alguma coisa, escreva com cuidado e clareza. Releia sua mensagem postada e corrija os erros.
Páginas: [1]   Ir para o Topo
  Imprimir  
 
Ir para:  


Powered by MySQL Powered by PHP Powered by SMF 1.1.21 | SMF © 2006-2009, Simple Machines

XHTML 1.0 Válido! CSS Válido! Dilber MC Theme by HarzeM
Página criada em 0.109 segundos com 21 procedimentos.
SimplePortal 2.3.3 © 2008-2010, SimplePortal