Handmades</center>
 
*
Bem-vindo, Visitante. Por favor faça o Login ou Registro. 21 de Julho de 2024, as 00:28:39


Login com nome de usuário, senha e duração da sessão


Páginas:  [1] 2 3   Ir para o Fundo
  Imprimir  
Autor Tópico: Bobinadeira antiga  (Lida 25507 vezes)
A.Sim
Handmaker
****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 1.233

Obrigado
-Dado: 82
-Recebido: 359



WWW
« : 08 de Maio de 2020, as 12:03:27 »

Olá.

Junto com as máquinas que adquirimos para montar a nova fábrica, veio uma pequena bobinadeira, muito simpática, que atende pelo nome de "G. Vozáry", o qual foi um fabricante de "taxímetros, velocímetros, marcadores e machinas de enrolar transformadores ( Correio Paulistano, 27/06/1937 )" localizado à Rua Ipiranga, nº 412 em São Paulo. Claro, não há mais nada dessa fábrica nesse endereço...



A máquina veio em péssimo estado. Foi usada até a exaustão sem praticamente ter sido feita qualquer manutenção outra além de receber infinitas camadas de tinta verde ao longo dos anos. Ela tem uma caixa Norton de dez engrenagens para selecionar o passo do enrolamento, que vai de 0,07 mm até cerca de 1 mm.



Nós estamos reformando a máquina, e ela já está se sentindo bem melhor, obrigado. Apesar de não ser uma bobinadeira industrial, ela se parece muito com as bobinadeiras Goller ( que também usam caixa Norton ). Devido ao seu tamanho reduzido, estamos pensando em destiná-la à fabricação de bobinas pequenas, que são difíceis de fazer nas outras máquinas que possuímos. Dá até para acoplar uma manivela na polia de acionamento e fazê-la funcionar manualmente.

Pergunto aos colegas se alguém pode dizer algo mais sobre essa máquina e seu fabricante.



« Última modificação: 16 de Maio de 2020, as 06:06:12 por xformer » Registrado

Transformadores Schatz
...The bitterness of poor quality [transformers] is remembered long after the sweetness of today's funny gadgets low price has faded from memory... (obsoletetellyemuseum)

- pelo retorno do tópico "Chinelagem" !
Matec
Hand MasterMind
*****
Offline Offline

Mensagens: 2.926

Obrigado
-Dado: 181
-Recebido: 836



« Responder #1 : 08 de Maio de 2020, as 12:22:59 »

Interessantíssima essa bobinadeira, e pela sua descrição, robusta e durável. Uma verdadeira relíquia! Com certeza eu nunca ouvi falar desse fabricante, mas aguardo as fotos do processo de restauração.  
Boa sorte!.
« Última modificação: 08 de Maio de 2020, as 13:49:50 por kem » Registrado
A.Sim
Handmaker
****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 1.233

Obrigado
-Dado: 82
-Recebido: 359



WWW
« Responder #2 : 08 de Maio de 2020, as 21:49:58 »

Encontrei uma referência a Géza ( G.) Vozáry, imigrante húngaro, em http://www.netnagyiklub.hu/wp-content/uploads/2019/01/Abel-a-holtag-ban_Braziliai-magyarok.pdf . O texto está em húngaro, mas para isso existe o tradutor...
« Última modificação: 09 de Maio de 2020, as 18:29:57 por A.Sim » Registrado

Transformadores Schatz
...The bitterness of poor quality [transformers] is remembered long after the sweetness of today's funny gadgets low price has faded from memory... (obsoletetellyemuseum)

- pelo retorno do tópico "Chinelagem" !
xformer
Administrator
DIY Freak
******
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 6.268

Obrigado
-Dado: 71
-Recebido: 2020


e^(i x pi)+1=0


WWW
« Responder #3 : 09 de Maio de 2020, as 09:28:09 »

Citar
Ela tem uma caixa Norton de dez engrenagens para selecionar o passo do enrolamento, que vai de 0,07 mm até cerca de 1 mm.

E de quanto será a resolução incremental do passo ? Isto é, de quanto pode ser aumentado de 0,07 a cada ajuste até 1mm.
Registrado

O que se escreve com "facilidade" costuma ser lido com dificuldade pelos outros. Se quiser ajuda em alguma coisa, escreva com cuidado e clareza. Releia sua mensagem postada e corrija os erros.
A.Sim
Handmaker
****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 1.233

Obrigado
-Dado: 82
-Recebido: 359



WWW
« Responder #4 : 09 de Maio de 2020, as 12:01:20 »

Olá.

Os passos até são bem distribuídos. Junto com a máquina veio uma tabela:



Eu contei os dentes das engrenagens e compus uma tabela com 91 passos diferentes, nenhum coincidente - apesar de próximos - aos os indicados na tabela acima. Quando ela estiver operacional, será possível medir o avanço por volta e tirar a dúvida sobre qual tabela é a correta.
« Última modificação: 09 de Maio de 2020, as 12:12:24 por A.Sim » Registrado

Transformadores Schatz
...The bitterness of poor quality [transformers] is remembered long after the sweetness of today's funny gadgets low price has faded from memory... (obsoletetellyemuseum)

- pelo retorno do tópico "Chinelagem" !
xformer
Administrator
DIY Freak
******
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 6.268

Obrigado
-Dado: 71
-Recebido: 2020


e^(i x pi)+1=0


WWW
« Responder #5 : 09 de Maio de 2020, as 17:44:44 »

Entendi, até um certo diâmetro a resolução é de 0,005mm, a partir de um certo ponto passa para resolução de 0,01mm.  Espero que as engrenagens do mecanismo estejam íntegras e bem lubrificadas (apesar da falta de manutenção que houve).
Interessante um fabricante de taxímetros também fabricar uma máquina dessas. Tirando o contador mecânico que é comum aos dois equipamentos, internamente o taxímetro deve ser muito mais simples.
Sobre o endereço citado, olhando no Google Street View, é um local que aparentemente parece uma pequena fábrica (mas sem qualquer placa ou indicação), apesar de hoje estar em um bairro residencial. É próximo ao aeroporto de Congonhas.
Registrado

O que se escreve com "facilidade" costuma ser lido com dificuldade pelos outros. Se quiser ajuda em alguma coisa, escreva com cuidado e clareza. Releia sua mensagem postada e corrija os erros.
A.Sim
Handmaker
****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 1.233

Obrigado
-Dado: 82
-Recebido: 359



WWW
« Responder #6 : 09 de Maio de 2020, as 18:48:54 »

Tirando a tampa e o painel frontal, dá para ver duas engrenagens com os dentes bem ralados. Por sorte, o que sobrou dos dentes ainda permite o engrenamento. A alavanca seletora frontal foi quebrada em algum momento do passado mas, por sorte, o pedaço faltante foi guardado e veio junto com a máquina.



Vista do outro lado; dá para se ver o contador.



Tirando a polia de acionamento, foi possível descobrir o lugar de uma engrenagem que veio avulsa com o material que acompanhou as máquinas.



Desmontando a máquina mais um pouco, foi possível descobrir o problema dela e a razão da retirada da engrenagem: três engrenagens da árvore principal da caixa Norton desenroscaram de suas posições no eixo e trancaram o mecanismo. A retirada da engrenagem mostrada na foto anterior desativou o passo automático e permitiu que a máquina seguisse sendo usada para enrolar fio guiado à mão. Chicote na coitadinha!



É possível observar que o eixo da árvore está torto...teremos um bom problema pela frente...
« Última modificação: 09 de Maio de 2020, as 19:25:01 por A.Sim » Registrado

Transformadores Schatz
...The bitterness of poor quality [transformers] is remembered long after the sweetness of today's funny gadgets low price has faded from memory... (obsoletetellyemuseum)

- pelo retorno do tópico "Chinelagem" !
xformer
Administrator
DIY Freak
******
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 6.268

Obrigado
-Dado: 71
-Recebido: 2020


e^(i x pi)+1=0


WWW
« Responder #7 : 10 de Maio de 2020, as 10:17:45 »

Bons tempos em que as coisas eram feitas de metal  e não de plástico. Até o tambor dos dígitos do contador eram de metal com os números em baixo relevo.
Registrado

O que se escreve com "facilidade" costuma ser lido com dificuldade pelos outros. Se quiser ajuda em alguma coisa, escreva com cuidado e clareza. Releia sua mensagem postada e corrija os erros.
A.Sim
Handmaker
****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 1.233

Obrigado
-Dado: 82
-Recebido: 359



WWW
« Responder #8 : 10 de Maio de 2020, as 12:03:09 »

Seguindo a desmontagem: o mecanismo de reversão. Nessas máquinas existe um fuso que movimenta o carro que suporta o conjunto que guia o fio. O sentido de rotação do fuso é controlado por duas catracas que giram em sentidos opostos. Um flip-flop mecânico seleciona a catraca que aciona o fuso, controlado por uma haste que suporta dois batentes, que limitam a excursão do carro em cada um dos sentidos.



As engrenagens à esquerda acionam as catracas. A maior aciona a catraca esquerda diretamente, enquanto que a menor aciona a catraca direita em sentido oposto, graças à engrenagem intermediária, visível logo acima.



As catracas ainda montadas na ponta do fuso, prestes a serem desmontadas, onde se pode ver os dentes de acoplamento.



Graxa patente é coisa que não falta nesse mecanismo. Nessas fábricas de concepção antiga, é cultura dos funcionários super-lubrificarem as máquinas na tentativa de prolongar a vida útil das mesmas. Excesso de graxa e óleo não ajuda nada, especialmente quando a graxa é do tipo patente, que endurece com o tempo. Nós só usamos graxa à base de lítio, que dura "para sempre", com bastante parcimônia. Foi necessário usar cerca de cinco litros de solvente, em quatro lavagens sucessivas, para remover toda a meleca das peças. As infinitas camadas de tinta foram retiradas com removedor de tinta.

-----
Detalhe do carro e dos batentes. O fuso gira dentro do tubo sobre o qual o carro desliza. A alavanca que se vê em primeiro plano permite desengatar o carro do fuso. Os batentes que delimitam os pontos de reversão são os dois pequenos cilindros de ferro que estão montados sobre a haste metálica que atravessa o carro da esquerda para a direita. Os batentes são presos à haste através de parafusos; pode-se ver a precariedade da fixação dos mesmos. E assim segue funcionando a indústria brasileira...



O "ponto" onde se coloca a forma de madeira ou metal que suporta o carretel onde o enrolamento será executado.



O "contraponto" que apoia a forma na outra extremidade. A manopla na extremidade da haste permite efetuar a reversão do movimento do carro manualmente. Tudo bem enferrujadinho e perfeitamente funcional.

« Última modificação: 12 de Maio de 2020, as 19:22:17 por A.Sim » Registrado

Transformadores Schatz
...The bitterness of poor quality [transformers] is remembered long after the sweetness of today's funny gadgets low price has faded from memory... (obsoletetellyemuseum)

- pelo retorno do tópico "Chinelagem" !
A.Sim
Handmaker
****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 1.233

Obrigado
-Dado: 82
-Recebido: 359



WWW
« Responder #9 : 12 de Maio de 2020, as 20:09:55 »

Seguindo: o eixo da árvore principal estava razoavelmente torto, como se pode ver abaixo. Mas um aluno meu tem uma ferramentaria, e desentortou o eixo com maestria. Fica aqui registrado o meu agradecimento ao Thiago. Nada como conhecer as pessoas certas !



A alavanca que estava quebrada foi consertada utilizando-se um inserto rosqueado.





O chassis da máquina, devidamente limpo das infinitas camadas de tinta, recebeu o acabamento standard #2 ( washprimer/fundo PU/tinta PU ) em azul Schatz. O tubo sobre o qual o carro se desloca foi fosfatizado e os dois painéis de inox polidos. O primeiro resultado da remontagem da máquina é mostrado abaixo.

« Última modificação: 12 de Maio de 2020, as 21:12:10 por A.Sim » Registrado

Transformadores Schatz
...The bitterness of poor quality [transformers] is remembered long after the sweetness of today's funny gadgets low price has faded from memory... (obsoletetellyemuseum)

- pelo retorno do tópico "Chinelagem" !
A.Sim
Handmaker
****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 1.233

Obrigado
-Dado: 82
-Recebido: 359



WWW
« Responder #10 : 13 de Maio de 2020, as 20:17:50 »

Chegou a hora de dar um tratamento nos algarismos do contador. Os tambores numerados foram mergulhados em thinner para remover a tinta do baixo-relevo dos algarismos. foram dadas três camadas generosas de esmalte de unha vermelho-vermelho. Quem já teve a experiência de comprar esmalte de unhas para esse tipo de aplicação sabe como é difícil achar cor padrão na loja: tem infinitos tons de cada cor, mas cor "cor", ah, essa não tem. A foto mostra o procedimento acontecendo:



Após o esmalte secar, prende-se o tambor pintado na furadeira e, em baixa rotação, remove-se o excesso de esmalte com lixa d'água. A lixa se encarrega de polir o tambor de latão, deixando um acabamento muito vistoso. Abaixo, os tambores prontos para serem montados.



Os painéis de aço inox também têm números gravados, e receberam esmalte no baixo-relevo também:





Registrado

Transformadores Schatz
...The bitterness of poor quality [transformers] is remembered long after the sweetness of today's funny gadgets low price has faded from memory... (obsoletetellyemuseum)

- pelo retorno do tópico "Chinelagem" !
xformer
Administrator
DIY Freak
******
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 6.268

Obrigado
-Dado: 71
-Recebido: 2020


e^(i x pi)+1=0


WWW
« Responder #11 : 13 de Maio de 2020, as 20:21:38 »

Alexandre, você sabe o ano de fabricação dessa máquina ?
Registrado

O que se escreve com "facilidade" costuma ser lido com dificuldade pelos outros. Se quiser ajuda em alguma coisa, escreva com cuidado e clareza. Releia sua mensagem postada e corrija os erros.
A.Sim
Handmaker
****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 1.233

Obrigado
-Dado: 82
-Recebido: 359



WWW
« Responder #12 : 13 de Maio de 2020, as 20:51:18 »

Alexandre, você sabe o ano de fabricação dessa máquina ?

Pois é, xformer...não faço a menor ideia.

A máquina é uma salada de peças em aço, bronze, latão e algumas peças são cromadas. O aspecto da máquina, quando nova, deve ter sido muito bonito. A remoção das infinitas camadas de tinta revelou as peças cromadas, cujo brilho retornou após a aplicação de polidor e bastante braço. Entretanto, com o uso extensivo que a máquina teve, decerto nas mãos de operadores cuidadosos, o cromado de algumas peças ficou bastante comprometido. Esse foi o caso do carro da máquina e do suporte do contraponto. Após tentar vigorosamente restaurar o brilho do cromado sem que fosse possível obter um resultado satisfatório, optou-se por aplicar o acabamento standard #3 ( fundo epoxi + tinta PU ). A pintura em preto faz um bonito contraste com o azul e essa foi a cor escolhida. As hastes de ferro, completamente enferrujadas, foram tratadas com o fosfatizante:



A montagem do contador pediu pelo botão de zeramento, que não estava na máquina. Eu fui à procura dele nas caixas de peças avulsas, mas não o encontrei. Entretanto, achei os guia-fios ( são dois ), dos quais só montarei um. Claro, eles estão em péssimo estado, com uma camada generosa de sujeira, óleo, graxa, sebo da mão e, pasmem, Araldite lenta ( algum funcionário raivoso respingou Araldite por cima dos guia-fios em eras pregressas ). Olhem o estado do coitadinho que escolhi recuperar:



Por sorte, o cromado da peça está bem conservado. Removendo toda a meleca acumulada e os pingos de Araldite, o polidor fez milagres no cromo. Agora, o guia-fio se sente bem melhor:

« Última modificação: 16 de Maio de 2020, as 21:12:23 por A.Sim » Registrado

Transformadores Schatz
...The bitterness of poor quality [transformers] is remembered long after the sweetness of today's funny gadgets low price has faded from memory... (obsoletetellyemuseum)

- pelo retorno do tópico "Chinelagem" !
xformer
Administrator
DIY Freak
******
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 6.268

Obrigado
-Dado: 71
-Recebido: 2020


e^(i x pi)+1=0


WWW
« Responder #13 : 14 de Maio de 2020, as 12:01:25 »

Restauração primorosa em curso, Alexandre.  Não duvido que o resultado final será uma máquina com aparência de novinha em folha e plenamente funcional.
Registrado

O que se escreve com "facilidade" costuma ser lido com dificuldade pelos outros. Se quiser ajuda em alguma coisa, escreva com cuidado e clareza. Releia sua mensagem postada e corrija os erros.
A.Sim
Handmaker
****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 1.233

Obrigado
-Dado: 82
-Recebido: 359



WWW
« Responder #14 : 15 de Maio de 2020, as 14:30:36 »

Com a desmontagem dos tambores do contador, os algarismos ficaram fora de posição quando o contador foi finalmente montado. Cada tambor tem uma mola plana com duas linguetas que formam uma catraca com uma peça circular dentada, através da qual é feito o avanço do contador a cada dezena contada no tambor anterior. A catraca é necessária para possibilitar o zeramento do contador, que é feito girando-se o eixo sobre o qual os tambores são montados. Como cada mola é única ( foram cortadas à mão - que tecnologia ! ) elas têm tamanhos diferentes, exigindo regulagens diferentes. Após o ajuste cuidadoso de cada uma das molas, foi possível restaurar o funcionamento correto do contador. O botão de zeramento foi perdido, mas o Thiago veio novamente em meu auxílio e fez um botão novo, que ficou muito bom.



Na máquina, da forma como me foi entregue, havia um segundo contador acoplado ao eixo principal, o que me faz pensar que esse contador não funcionava mais. Com a reforma, ele volta a ser completamente operacional.

Chegou a hora de começar a fechar a máquina. O primeiro passo foi montar as engrenagens da árvore principal de forma definitiva. A árvore foi desmontada, as laterais das engrenagens foram lixadas para deixá-las perfeitamente planas e depois lavadas com solvente para remover o pó da lixa e do metal. Com o eixo também rigorosamente limpo, as engrenagens foram rosqueadas e apertadas "até verter água" ( eheh, nem tanto... ), uma a uma. Por fim, o contra-anel rosqueado, que trava o conjunto de engrenagens, foi rosqueado e apertado dentro do mesmo critério. Como último passo, foi inserido um pino elástico para impedir definitivamente de o anel ser desenroscado. Todo esse cuidado foi necessário para evitar, de forma permanente e definitiva, que o conjunto de engrenagens possa se desenroscar novamente e causar novo empenamento no eixo. Aliás, foi a falta do pino elástico que causou todo o problema. O contra-anel até estava furado, mas o furo passante no eixo não foi feito e o respectivo pino metálico não foi colocado ( na época não usavam os modernos pinos elásticos...). O resultado desse esquecimento pode ser visto há algumas fotos atrás...



Quase tudo montado na caixa de engrenagens da máquina. Uma última foto antes de colocar o painel frontal...



Agora sim, tudo montado esperando a tampa. A colocação da tampa será o último passo, depois de lubrificar a máquina com parcimônia com óleo e graxa à base de lítio.



Os parafusos originais que prendiam as tampas são de cabeça cônica, e estão "daquele jeito", além das bordas das cabeças ficarem salientes. Para evitar isso, utilizei parafusos Allen, que deram uma modernizada no visual da máquina.
« Última modificação: 16 de Maio de 2020, as 21:13:55 por A.Sim » Registrado

Transformadores Schatz
...The bitterness of poor quality [transformers] is remembered long after the sweetness of today's funny gadgets low price has faded from memory... (obsoletetellyemuseum)

- pelo retorno do tópico "Chinelagem" !
Páginas:  [1] 2 3   Ir para o Topo
  Imprimir  
 
Ir para:  


Powered by MySQL Powered by PHP Powered by SMF 1.1.21 | SMF © 2006-2009, Simple Machines

XHTML 1.0 Válido! CSS Válido! Dilber MC Theme by HarzeM
Página criada em 0.045 segundos com 21 procedimentos.
SimplePortal 2.3.3 © 2008-2010, SimplePortal