Handmades</center>
 
*
Bem-vindo, Visitante. Por favor faça o Login ou Registro. 16 de Abril de 2021, as 05:16:53


Login com nome de usuário, senha e duração da sessão


Páginas: [1]   Ir para o Fundo
  Imprimir  
Autor Tópico: Primeiro rádio receptor portátil - história  (Lida 159 vezes)
xformer
Administrator
DIY Freak
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 5.803

Obrigado
-Dado: 53
-Recebido: 1793


e^(i x pi)+1=0


WWW
« : 14 de Fevereiro de 2021, as 16:51:04 »

Em 1948 foi o ano em que o transistor foi inventado nos laboratórios Bell. Era um dispositivo de Germânio e a princípio era visto como uma curiosidade. Faltavam aplicações para a nova invenção já que ele tinha limitações e era difícil de produzir.
Uma lei anti monopólio dos EUA exigia que a Bell licenciasse o transistor para outras empresas, de forma a tirar a exclusividade do uso para outras áreas de aplicação, das mãos da Bell.
Assim, a Texas Instruments conseguiu a licença e começou a procurar aplicações para o transistor. Inicialmente a ideia era usá-los em rádios receptores e aproveitar o tamanho reduzido e o menor consumo de energia, comparado com as válvulas. Mas as grandes empresas de rádio (RCA uma delas) recusaram a ideia achando que não havia espaço para um produto assim e que os grandes receptores de sala era o que as famílias americanas queriam. Diziam que a aplicação para o transistor era nos aparelhos de surdez.
Mesmo assim, em 1953 a Texas conseguiu fazer um acordo com uma pequena empresa chamada IDEA, que tinha uma divisão chamada Regency. Então em 1954 foi lançado o primeiro radinho portátil, o Regency TR-1, alimentado por uma bateria e que usava os transistores fabricados na TI. Ele era um receptor AM, cabia num bolso de camisa e vinha em várias cores.
Esse rádio foi lançado mais ou menos na mesma época do início do Rock and Roll e teve uma importância grande para divulgação e popularização do Rock, já que os jovens podiam assim ouvir aquela música rebelde longe (no quarto, no porão, etc) dos pais que censuravam o novo ritmo. O preço era de 49.95 dólares, que era um valor considerável para a época, mas mesmo assim, era o sonho de todo adolescente.  Vendeu mais de 100000 unidades.

Para um produto lançado há quase 70 anos, ele tem um design bem moderno, parecendo com o Ipod:



E também a miniaturização e sua compactação são bem impressionantes para a época:

Pode-se ver um pequeno alto-falante da Jensen, uma bateria de 22.5 V, um pequeno transformador de saída e a placa de circuito impresso lotada de componentes.


Quatro transistores NPN e um diodo semicondutor, substituiam 5 válvulas dos circuitos da época. A bateria durava em torno de 30 horas e era necessária a "alta tensão" da bateria para que o circuito funcionasse bem.  O amplificador de saída era um classe A com transformador de saída SE.

Embora o Regency TR-1 tenha sido o primeiro rádio portátil, ele não foi o responsável pela popularização da eletrônica de consumo transistorizada. Esse papel coube a uma empresa japonesa que no pós guerra iniciou suas atividade vendendo adaptadores de rádio de ondas curtas, e almofadas com aquecimento elétrico e depois gravadores de fita magnética. Eles também licenciaram o uso do transistor e fizeram um grande melhoramento na produção dos transistores, usando fósforo como dopante e utilizando transistores NPN, com o objetivo de fazê-los funcionar em frequências de rádio e não apenas em frequências de áudio como os primeiros transistores. Um dos fundadores era um físico, filho de um produtor de saquê em Nagoya e que trabalhava como cientista durante a segunda guerra. Essa empresa era a Tokyo Tsushin Kogyo Kabushiki Kaisha (isso é nome de empresa ?), que lançou seu primeiro radinho em 1955.  Felizmente os primeiros rádios foram lançados já com o novo nome da empresa: SONY, que foi quem popularizou os aparelhos eletrônicos portáteis de consumo. Mas essa já é uma outra história e pode ser lida no livro Made in Japan, de Akio Morita, um dos fundadores da Sony.


  
« Última modificação: 14 de Fevereiro de 2021, as 16:57:15 por xformer » Registrado

O que se escreve com "facilidade" costuma ser lido com dificuldade pelos outros. Se quiser ajuda em alguma coisa, escreva com cuidado e clareza. Releia sua mensagem postada e corrija os erros.
Páginas: [1]   Ir para o Topo
  Imprimir  
 
Ir para:  


Powered by MySQL Powered by PHP Powered by SMF 1.1.21 | SMF © 2006-2009, Simple Machines

XHTML 1.0 Válido! CSS Válido! Dilber MC Theme by HarzeM
Página criada em 0.043 segundos com 21 procedimentos.
SimplePortal 2.3.3 © 2008-2010, SimplePortal