Handmades</center>
 
*
Bem-vindo, Visitante. Por favor faça o Login ou Registro. 18 de Outubro de 2019, as 15:52:20


Login com nome de usuário, senha e duração da sessão


Páginas:  1 ... 7 8 [9] 10 11 12   Ir para o Fundo
  Imprimir  
Autor Tópico: HTM1-3 Diário de Montagem (O JTM1 Handmades)  (Lida 71539 vezes)
xformer
Administrator
DIY Freak
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 5.279


e^(i x pi)+1=0


WWW
« Responder #120 : 08 de Julho de 2015, as 20:29:58 »

Nem preciso dizer que eu acho que foi um trabalho de Hércules !

Só uma questão: afinal qual a impedância do primário do transformador de saída PP TXOP00039 ?  No esquema do JCM1 é 18k e no JTM1 é 10k ?  (Preciso saber pra fazer alguns ...  Grin )
Registrado

O que se escreve com "facilidade" costuma ser lido com dificuldade pelos outros. Se quiser ajuda em alguma coisa, escreva com cuidado e clareza. Releia sua mensagem postada e corrija os erros.
Matec
Administrator
Hand MasterMind
*****
Online Online

Mensagens: 2.211



« Responder #121 : 08 de Julho de 2015, as 20:47:49 »

xformer

Espero que me perdoe o agradecimento tardio na postagem dos esquemas.

O negócio é o seguinte:

O JTM1, JCM1 e o CS JTM145 têm a impedância primária de 10k. Comprovada em três medições. Os três têm o mesmo OT

O "nosso" HTM1-3 está funcionando ótimamente com 18K.

Com a falta de informação nos primeiros tempos era grande, alguns esquemas não foram atualizados. Eu também quero construir alguns OTs com as mesmas especificações que foram conseguidas nos testes, e checar o desempenho frente à frente com o OT de 18k. Pelos cálculos o 18K seria mais adequado. Mas se o original funciona com 10K....

Obrigado.



« Última modificação: 30 de Março de 2018, as 15:40:40 por Matec » Registrado
xformer
Administrator
DIY Freak
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 5.279


e^(i x pi)+1=0


WWW
« Responder #122 : 09 de Julho de 2015, as 09:55:24 »

Pelos cálculos o 18K seria mais adequado. Mas se o original funciona com 10K....

A ideia é fazer o transformador para que se possa escolher entre 10k ou 18k no primário, trocando as tomadas do secundário que serão usadas para 8 ou 16 ohms (precisa dessa por causa da malha de realimentação). Dessa forma, seria possível montar todas as versões.
Registrado

O que se escreve com "facilidade" costuma ser lido com dificuldade pelos outros. Se quiser ajuda em alguma coisa, escreva com cuidado e clareza. Releia sua mensagem postada e corrija os erros.
Matec
Administrator
Hand MasterMind
*****
Online Online

Mensagens: 2.211



« Responder #123 : 09 de Julho de 2015, as 10:34:08 »

A ideia é ótima.

Existe a possibilidade de que eu tenha que montar mais um amplificador desses, aí vou tentar comprar um bom material de núcleo e enrolar com todo cuidado o que eu acredito que seja o transformador ideal para esse amplificador.

Abs
Registrado
Ramsay
Colaborador
***
Offline Offline

Mensagens: 812



« Responder #124 : 10 de Julho de 2015, as 21:07:35 »

Matec, foi um grande trabalho da sua parte, parabéns!!
Mas, me permita fazer uma observação: o JCM1 no esquema postado aparece com o transformador de saída TXOP00039 com primário de 18K, assim como o HTM1-3 e não de 10K.
E outra coisa o que significa esse "H" do HTM1, que , pelo que eu saiba, não consta da nomenclatura dos Marshall??
Registrado
Matec
Administrator
Hand MasterMind
*****
Online Online

Mensagens: 2.211



« Responder #125 : 10 de Julho de 2015, as 22:27:27 »

Olá Ramsay



Matec, foi um grande trabalho da sua parte, parabéns!!
Mas, me permita fazer uma observação: o JCM1 no esquema postado aparece com o transformador de saída TXOP00039 com primário de 18K, assim como o HTM1-3 e não de 10K.
E outra coisa o que significa esse "H" do HTM1, que , pelo que eu saiba, não consta da nomenclatura dos Marshall??

Obrigado!

Eu já postei isso, mas vou esclarecer novamente.

Nos primeiros tempos em que eu comecei a desenhar os esquemas, não havia nenhuma pista de qual seria a impedância primária dos OTs dos Marshalls 1W. Então o primeiro protótipo foi feito à partir de cálculos, e posteriormente por testes, onde foi constatado que o melhor valor seria de 18k P-P.
E por muito tempo foi essa a minha recomendação para esse transformador. Mesmo porque ele ainda funciona perfeitamente no protótipo.
Após os testes realizados pelos meus amigos, em várias partes do mundo, "auxiliares" que possuíam o amplificador em mãos, e por ter tido comprovação pela especificação da Dagnall, o valor testado foi de 10k P-P.

Essa então é a especificação "oficial" para os modelos JTM1, JCM1 e JTM145 CS => 10k P-P

Alguns dos esquemas não foram atualizados na hora da postagem, mas para evitar enganos, eles serão corrigidos o mais breve possível. Isso acarretará também a correção em mais 2 fóruns, pelo menos.

O nome HTM1-3 é uma homenagem minha ao fórum Handmades. Foi meu primeiro protótipo, e sofreu algumas alterações durante sua existência. Como é uma versão alternativa do JTM1 , ele manterá esse nome e poderá ser modificado com o tempo, sem prejuízo ao esquema original do modelo da Marshall. Uma das vantagens dele é a opção da troca da válvula 12AU7,  pela 12BH7 que suporta uma potência um pouco maior.

Abs

« Última modificação: 11 de Julho de 2015, as 11:17:30 por Matec » Registrado
Ramsay
Colaborador
***
Offline Offline

Mensagens: 812



« Responder #126 : 10 de Julho de 2015, as 23:09:38 »

Então, pelo que você falou, o esquema postado do JCM1 está desatualizado e o atual, mais recente, usa um OT de 10K ao invés de 18K, confere??

Eu queria saber no que a Schatz se baseou para colocar a venda um OT de 18K para o HTM1-3, antes da impedância final do primário ter sido estabelecida. Será que ela se baseou no esquema antigo do JCM1??
Registrado
Matec
Administrator
Hand MasterMind
*****
Online Online

Mensagens: 2.211



« Responder #127 : 10 de Julho de 2015, as 23:30:24 »

Então, pelo que você falou, o esquema postado do JCM1 está desatualizado e o atual, mais recente, usa um OT de 10K ao invés de 18K, confere??

Eu queria saber no que a Schatz se baseou para colocar a venda um OT de 18K para o HTM1-3, antes da impedância final do primário ter sido estabelecida. Será que ela se baseou no esquema antigo do JCM1??

Sim, confere.

Não faz muito tempo que obtive esses dados sobre a impedância desse transformador.

Quando o a.sim (Alexandre da Schatz) ainda postava aqui no fórum era esse valor de 18k que estava sendo veiculado. Provavelmente o HTM1-3 continuará tendo o valor de 18k, já que não é um amplificador rigidamente vinculado ao JTM1.
E repito, não é um valor chutado, é um valor calculado e verificado.

Abs

PS: Os esquemas já foram atualizados em 11/07/2015
« Última modificação: 11 de Julho de 2015, as 11:19:46 por Matec » Registrado
Ramsay
Colaborador
***
Offline Offline

Mensagens: 812



« Responder #128 : 10 de Julho de 2015, as 23:33:13 »

Citar
E repito, não é um valor chutado, é um valor calculado e verificado.

Eu sei Matec e nunca duvidei disso.
Abçs.
Registrado
blackcorvo
Handmaker
****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 1.137


...Quer? Faça você mesmo!


WWW
« Responder #129 : 13 de Novembro de 2015, as 22:21:40 »

Eu sei que não é relacionado especificamente ao JTM1, mas acho uma adição válida aos "valvulados de 1w".
Esses dias atrás, foi postado no fórum gringo SSGuitars.com um PDF com o esquema do Blackstar HT-1, outro amp dessa categoria, e achei que seria uma boa pra compartilhar aqui para adicionar mais à lista de referência para esse tipo de projeto.

Link para o tópico em questão: http://www.ssguitar.com/index.php?topic=3890.0;topicseen
Link para download do PDF:
Spoiler (clique para mostrar ou esconder)

Podem ver que ele é na verdade um amp "muito híbrido", e pra conseguir o som de overdrive se utiliza uma mistura de um circuito "estilo TubeScreamer", seguido por dois estágios de ganho valvulados.

Segundo o que me foi explicado no tópico, somente o segundo estágio valvulado chega a distorcer, pois os diodos que fazem a distorção antes do primeiro estágio valvulado limitam seu sinal máximo de entrada para ~600mV, que faz com que haja uma limitação do sinal máximo que chega ao segundo estágio. Isso serviria para evitar que o segundo estágio fique "distorcido demais" e tenha uma sonoridade desagradável, e também como proteção contra possível excesso de corrente de grade.

Também pode-se observar que, para manter-se o mesmo volume aparente entre o overdrive e o som limpo, um resistor e um filtro passa-baixas são adicionados à saída do pré (SWI-D) antes do controle de tom.

É um circuito muito interessante, e demonstra bem que a integração entre estado sólido e valvulado não é impossível de funcionar. Eu pessoalmente adorei o inversor de fase!
« Última modificação: 13 de Novembro de 2015, as 22:24:04 por blackcorvo » Registrado

- Youtube: http://youtube.com/user/blackcorvo
- Discord: blackcorvo#6197 - Server: https://discord.gg/qbY83WC
- Telegram: blackcorvo
- Twitter: https://twitter.com/blackcorvo
kem
Administrator
DIY Freak
*****
Offline Offline

Mensagens: 4.684



« Responder #130 : 14 de Novembro de 2015, as 14:19:16 »

Eu achei muito silício para um valvulado... realmente é MUITO hibrido...
Mas é uma ótima contribuição Corvo...
Obrigado.
Registrado

I don't want to die young...
I want to diode!
Matec
Administrator
Hand MasterMind
*****
Online Online

Mensagens: 2.211



« Responder #131 : 14 de Novembro de 2015, as 17:52:16 »

Olá

Blackcorvo, eu estava pensando se deveria ou não incluir esse esquema aqui. Aí você decidiu por mim.
Obrigado!  Legal!






Para facilitar a visualização dos esquemas do Blackstar HT-1 aqui estão eles.

Spoiler (clique para mostrar ou esconder)


Spoiler (clique para mostrar ou esconder)

(Para visualizar em tamanho normal click sobre a imagem e abra o link em nova guia.)

O kem tem razão, é muito mais SS do que valvulado.
Mas se o som for bom, tá valendo.  Cool

Abs.
Registrado
hgamal
Hand MasterMind
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 3.776



« Responder #132 : 14 de Novembro de 2015, as 19:37:36 »

Gostei mesmo foi do inversor de fase! Eles abusaram das fontes de múltiplas tensões - +/- 15 V (eu acho - opamps), 3.3V (FV1) e 290 V.  É um belo projeto, agora se o som agrada... só ligando!
Registrado

Deus salva... e o Rock alivia! Ainda está em tempo do Rock 'n' Roll te salvar
kem
Administrator
DIY Freak
*****
Offline Offline

Mensagens: 4.684



« Responder #133 : 14 de Novembro de 2015, as 20:13:30 »

Esse inversor de fase foi descrito pelo R.G. (autor do Mosfet Follies - http://www.geofex.com/Article_Folders/mosfet_folly/mosfetfolly.htm) faz tempo em http://music-electronics-forum.com/t3509/.
Acrescentaram um regulador de corrente, que melhora a performance, de acordo com o que o xformer me explicou.
Por coincidência eu estava trocando umas mensagens com ele esses dias justamente sobre a inversora descrita por ele no topico que citei acima. Mostrei o esquema do HT-1 pra ele e perguntei se ele ja tinha visto.
A resposta dele:
"No, I hadn't seen that. But I'm not surprised that someone is using an extension of the original idea. I posted that a long time ago.

It's pretty straightforward. The difference there is that the inverter tail is supplied from a voltage below ground and then driven by a current source to sop up the variable negative voltage. Diffamps commonly need a nearly-current-source tail. Of course, that schemo doesn't allow for presence feedback, either. Different strokes.

There's a lot of embellishment that can be done to the basic idea."

Mas... muito legal e tal a inversora. Mas legal porque foi a BlackStar que implementou. Vai a gente implementar uma dessas e vender o amplificador como valvulado...  Angry
Registrado

I don't want to die young...
I want to diode!
hgamal
Hand MasterMind
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 3.776



« Responder #134 : 14 de Novembro de 2015, as 23:57:38 »

Sem desmerecer o R.G. - nem dá, para falar a verdade - o inversor de fase não está descrito no artigo dele (Mosfet Folies). Lá tem algumas aplicações comno buffers, etc.

A razão é simples, os mosfets utilizados no artigo precisam de um circuito bias um pouco mais eleborado. Note que os circuitos do artigo do R.G. se limitam a seguidores de Fonte (auto polarizado) e chaves.

Válvulas termiônicas são bem mais fáceis de polarizar. Não me assustaria, se ao analisar detidamente  o circuito do inversor da Blackstar, não descobríssemos que a fonte negativa e a fonte de corrente sejam indispensáveis para que funcionasse.

Eu sou totalmente contra aos modelos pré concebidos. Na boa, usar um amp totalmente transistorizado não é pecado. O Pecado é vender gato por lebre! Pecado eu cometo todos os dias insistindo em tocar mal! Quem toca bem, pode tudo!
Registrado

Deus salva... e o Rock alivia! Ainda está em tempo do Rock 'n' Roll te salvar
Páginas:  1 ... 7 8 [9] 10 11 12   Ir para o Topo
  Imprimir  
 
Ir para:  


Powered by MySQL Powered by PHP Powered by SMF 1.1.21 | SMF © 2006-2009, Simple Machines

XHTML 1.0 Válido! CSS Válido! Dilber MC Theme by HarzeM
Página criada em 0.075 segundos com 21 procedimentos.
SimplePortal 2.3.3 © 2008-2010, SimplePortal