Handmades</center>
 
*
Bem-vindo, Visitante. Por favor faça o Login ou Registro. 21 de Setembro de 2020, as 15:58:10


Login com nome de usuário, senha e duração da sessão


Páginas:  [1] 2   Ir para o Fundo
  Imprimir  
Autor Tópico: Cabos Santo Angelo - Qualidade em Queda Livre  (Lida 3101 vezes)
Sávio_RJ
Iniciante
*
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 40



« : 12 de Dezembro de 2015, as 07:14:51 »

Amigos, é com uma tristeza enorme e também um sentimento de decepção que abro este tópico. A intenção é alertá-los, pois ainda temos essa coisa de que os cabos Santo Angelo são excelentes. A partir deste momento, tenho pra mim que eles até podem ter sido excelentes lá atrás, mas agora não são "tão" assim. Semana passada comprei 30 cabinhos de interligação de pedais da Santo Angelo. Gastei cerca de R$ 400,00. E hoje, estou aqui, feliz da vida, montando meu setup novo, num case de 90cm x 50cm, com 18 pedais ao todo. E, assim, usei quase todos esses cabinhos que comprei. Mas precisei também de 3 cabinhos um pouco maiores, então resolvi pegar 6, cortá-los ao meio e emendá-los, de forma a ter 3 maiores em tamanho. Ao acaso, escolhi 2 com plugs cinza (bem antigos, que eu já tinha aqui, talvez da década de 90) e mais 4 com plugs pretos, dos novos. Quando parti os fios, bem no meio de cada cabo, qual foi a minha surpresa ao ver que os mais novos se quer estanhados são, além de a borracha quase dissolver na tesoura e o fio positivo, bem fininho, quase se romper à toa. E, olhando os antigos, quanta diferença!
Vejam as fotos.



-----
Vejam que o antigo (cinza) possuía os fios estanhados, que não oxidam, e tinha até uma proteção laminada entre os fios. Já o atual é de dar dó na qualidade. Não é estanhado, logo oxida, e não tem proteção alguma contra hum, além de a borracha ser de péssima qualidade (nem se compara ao antigo). Por essas e outras que desanimamos da indústria nacional. Vou partir para os importados de novo...
« Última modificação: 12 de Dezembro de 2015, as 07:19:32 por Sávio_RJ » Registrado
RuyThonson
Iniciante
*
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 244



« Responder #1 : 12 de Dezembro de 2015, as 09:22:37 »

Na verdade, pela sua descrição o preto é muito melhor.

Ele tem apenas malha e duto, o que evita perda de sinal. Dois dutos devem ser usados apenas para circuitos que precisam das duas vias. Tipo cabos de microfone.

A blindagem do cinza é em alumínio, que quase não é mais utilizado, agora utilizam um revestimento preto que além de condutivo é mais resistente e duradouro.


Não gosto da marca, mas entre esses dois cabos eu ficaria com o preto. E quanto a cortar 3 pra fazer um, eu não recomendaria, seria melhor se for o caso fazer você mesmo um maior.
Registrado
Sávio_RJ
Iniciante
*
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 40



« Responder #2 : 12 de Dezembro de 2015, as 12:37:34 »

Um dos pretos que cortei, amigão, era antigo (não foi da leva que comprei na semana passada) e, quando cortei, havia sinais de oxidação. Logo, é muito difícil acreditar que o atual seja melhor. Tá certo que não era preciso ter 2 vias no antigo, o que leva a crer que certamente a Santo Angelo não tinha o cabo de 1 via disponível naquele momento e usou de 2 vias. Mas seja de 1 ou 2 vias, a qualidade superior do material naquela época é inegável. Até os captadores DiMarzio, por exemplo, vem até hoje com essa mesma estrutura de cabo (estanhado e com o laminado pra evitar interferências). Cabo que oxida, na minha opinião, não pode ser aceitável.
« Última modificação: 12 de Dezembro de 2015, as 12:44:36 por Sávio_RJ » Registrado
Etelvino Costa
Freqüente
**
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 378



« Responder #3 : 12 de Dezembro de 2015, as 12:46:44 »

Pelas imagens eu também ficaria com o preto. Tenho alguns a 2 anos e nunca deram problema.
Registrado

Paciência comigo, estou tentando aprender.
visioncb
Hand MasterMind
*****
Offline Offline

Mensagens: 2.355



« Responder #4 : 13 de Dezembro de 2015, as 06:07:24 »

Eu sou o do contra, ficaria com o do cinza, hehe  Ui
Digo isso pois comprei 10 metros desse exato cabo, justamente pra fazer cabos de pedais, entre outros.

Eu simplesmente gosto do fato do cabo ter duas vias, "deixando" a malha apenas para a blindagem, o material do revestimento dos fios e a cobertura do cabo todo em si é excelente, na minha opinião.

Fora a dupla blindagem, que além da malha, tem um folha cobrindo-a.
Registrado
blackcorvo
Handmaker
****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 1.135


...Quer? Faça você mesmo!


WWW
« Responder #5 : 13 de Dezembro de 2015, as 06:12:44 »

A malha preta é de carbono, que dá melhor blindagem envolta da via de sinal e também ajuda a diminuir a capacitância do cabo - ou seja, menos alteração do timbre em cabos compridos.
Na hora de soldar com esse tipo de blindagem, tenha cuidado pra não aquecer demais a via de sinal e derreter seu isolamento, senão seu cabo ficará em curto.
Registrado

- Youtube: http://youtube.com/user/blackcorvo
- Discord: blackcorvo#6197 - Server: https://discord.gg/qbY83WC
- Telegram: blackcorvo
- Twitter: https://twitter.com/blackcorvo
Andshadows
Freqüente
**
Offline Offline

Mensagens: 296


« Responder #6 : 14 de Dezembro de 2015, as 00:07:14 »

Rapaz, e agora ouvi falar que tem uma linha chamada "solderless" que é cada coisa que o povo inventa.   Shocked
Registrado
blackcorvo
Handmaker
****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 1.135


...Quer? Faça você mesmo!


WWW
« Responder #7 : 14 de Dezembro de 2015, as 16:53:22 »

Rapaz, e agora ouvi falar que tem uma linha chamada "solderless" que é cada coisa que o povo inventa.   Shocked

Eu já vi dois principais tipos desse cabo.

Em um deles, você corta o cabo sem desencapar, aí tem um pino que faz a conexão da linha de sinal no jack (esse pino é "enfiado" na ponta do cabo cortado pra essa conexão), depois tem um parafuso que passa pela carcaça do jack, perfura o isolamento do cabo e assim faz a conexão do terra.

No outro, o fio é desencapado, e a linha de sinal é feita de cabo rígido. No jack, essa conexão da linha de sinal é feita enroscando ela no lugar, depois a conexão do terra é feita por pressão da carcaça do conector contra a malha.

São conexões boas? Pra emergências ou experimentos, talvez. Mas para uso constante, não sei.

O problema do primeiro método é que não é tão mecanicamente robusto. Ou seja, qualquer puxada mais forte pelo cabo pode fazer ele sair do conector, mas pode durar uns poucos anos pra pessoas bem cuidadosas.

O problema do segundo é que, como o fio da linha de sinal é rígido, ele pode quebrar no meio do cabo com maior facilidade que fio flexível. A robustez mecânica é resolvida, já que tanto a linha de sinal quanto a malha são presos no lugar por roscas e pressão, mas tem que sempre lembrar de não dobrar muito o cabo. Deve ter uma vida útil somente um pouco maior que o outro tipo de cabo.
Registrado

- Youtube: http://youtube.com/user/blackcorvo
- Discord: blackcorvo#6197 - Server: https://discord.gg/qbY83WC
- Telegram: blackcorvo
- Twitter: https://twitter.com/blackcorvo
laerteandrade
Colaborador
***
Offline Offline

Mensagens: 895


« Responder #8 : 15 de Dezembro de 2015, as 02:46:27 »

Eu comprei com desconfiança este tipo de cabo, da guitar fetish, para fazer o cabeamento dos meus pedais, e gostei do resultado, não senti perda de sinal maior que o normal, é estranha a conexão, mas para este fim funcionou bem.

Rapaz, e agora ouvi falar que tem uma linha chamada "solderless" que é cada coisa que o povo inventa.   Shocked

Em um deles, você corta o cabo sem desencapar, aí tem um pino que faz a conexão da linha de sinal no jack (esse pino é "enfiado" na ponta do cabo cortado pra essa conexão), depois tem um parafuso que passa pela carcaça do jack, perfura o isolamento do cabo e assim faz a conexão do terra.


Registrado
RuyThonson
Iniciante
*
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 244



« Responder #9 : 15 de Dezembro de 2015, as 13:17:29 »

A malha preta é de carbono, que dá melhor blindagem envolta da via de sinal e também ajuda a diminuir a capacitância do cabo - ou seja, menos alteração do timbre em cabos compridos.
Na hora de soldar com esse tipo de blindagem, tenha cuidado pra não aquecer demais a via de sinal e derreter seu isolamento, senão seu cabo ficará em curto.

Massa, não sabia do que era feito. Obrigado.  Legal!
Registrado
Finck
Handmaker
****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 1.708



« Responder #10 : 16 de Dezembro de 2015, as 05:17:33 »

Na verdade, a camada preta é chamada de "blindagem semicondutora" (nada a ver com transistores, é só um jargão), é uma borracha ou termoplástico impregnada com carbono (negro de fumo), e melhora um pouco o efeito de blindagem (taxa de cobertura), mas nem de longe substitui a malha (ou espiral metálica, ou condutor de aterramento) pois sua resistência elétrica é alta se comparada aos metais.

E praticamente não influencia em nada na redução da capacitância, que é determinada pela espessura e material da isolação (o conjunto condutor, isolação e blindagem formam um capacitor, e a camada semicondutora, no caso, é parte da blindagem, e portanto compõe uma das "placas" daquele capacitor). Para reduzir a capacitância, é muito mais eficiente usar espessuras de isolação maiores, ou materiais mais adequados (borrachas são melhores que PVC, que é melhor que polietileno).

A tal "camada preta" é muito mais marketing do que resultado elétrico. Tecnicamente, a "fita de alumínio" é muito melhor.
Registrado

Se alguém ficou curioso, meu avatar é o brasão da família Finck. Dizem que os brasões das famílias alemãs estão relacionados com a profissão de seu patriarca. Se isso for verdade, o patriarca Finck deve ter sido bobo da corte...
hgamal
Hand MasterMind
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 3.857



« Responder #11 : 16 de Dezembro de 2015, as 07:26:26 »

Isolamento a parte... ainda prefiro cobre ao alumínio como condutor: Cobre tem resistividade de 1.7E-8 ohm/m enquanto o alumínio 2.82E-8 ohm/m!

Resta a questão se o material dos fios "estanhados" é mesmo alumínio!
Registrado

Deus salva... e o Rock alivia! Ainda está em tempo do Rock 'n' Roll te salvar
felix
Iniciante
*
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 0



« Responder #12 : 16 de Dezembro de 2015, as 08:08:47 »

Muito provavelmente é Al mesmo, acho que se aquilo fosse camada de estanho os fios ficariam duros e com a oxidação do cobre abaixo do estanho ele craquelaria todo, esfarelando com pouco tempo de torções.

Eu não gosto de soldar nada com alumínio, as soldas que usamos não são feitas para isso, elas só quebram um galho.

Eu lembro que tive um cabo desses com malha de Al, eu sofria demais para soldar.

Registrado

Peças e componentes para montagem de pedais:
http://www.handmades.com.br/forum/index.php?topic=3251.0
Adauto
Iniciante
*
Offline Offline

Mensagens: 85


« Responder #13 : 16 de Dezembro de 2015, as 09:14:36 »

Tive alguns cabos da marca ,gostava bastante , principalmente pra usar ao vivo e destrui-los sem dó, mas há um bom tempo tenho notado essa queda de qualidade.Passei a usar os Planet waves.
Quanto ao solderless , existem varias marcas boas que tem essa linha de cabos , recomendo os Planet Waves , George l's , também os tecniforte ,quanto aos Santo Angelo testei as duas edições e não gostei muito,a segunda é melhor,se não me engano uma tinha bitola de 20mm² e outra 50mm².Acredito que o problema seja o cabo pois os plugs são bons,acho que é a qualidade da matéria prima...
Qualidade e tecnologia custa caro e se tratando de bons cabos não há santo que resolva  Evil




Registrado
RuyThonson
Iniciante
*
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 244



« Responder #14 : 16 de Dezembro de 2015, as 15:09:09 »

De fato, hoje eu uso Tecniforte e sou muito mais feliz.
Registrado
Páginas:  [1] 2   Ir para o Topo
  Imprimir  
 
Ir para:  


Powered by MySQL Powered by PHP Powered by SMF 1.1.21 | SMF © 2006-2009, Simple Machines

XHTML 1.0 Válido! CSS Válido! Dilber MC Theme by HarzeM
Página criada em 0.141 segundos com 22 procedimentos.
SimplePortal 2.3.3 © 2008-2010, SimplePortal