Handmades</center>
 
*
Bem-vindo, Visitante. Por favor faça o Login ou Registro. 25 de Agosto de 2019, as 00:37:50


Login com nome de usuário, senha e duração da sessão


collapse

* Usuário
 
 
Bem-vindo, Visitante. Por favor faça o Login ou Registro.

* Tá ligado?
  • Dot Visitantes: 18
  • Dot Escondidos: 0
  • Dot Membros: 2
  • Dot Usuários Online:

Marshall Blues Breaker
Author: Big Louis

     Bom, vou tentar relatar pra vocês aqui a minha experiência de montagem do pedal Marshall Bluesbreaker.

     O esquema usado foi o do site Tonepad (www.tonepad.com) que tem ótimos arquivos, de fácil entendimento e muito bem feitos.

     O modelo em questão é o modelo antigo do pedal, que já esta fora de fabricação à um bom tempo, hoje existe o Bluesbreaker II que tem algumas diferenças em relação ao antigo!

Bluesbreaker I (o antigo)


Bluesbreaker II (o atual)

     Primeira etapa: preparação

     De início recomendo que você imprima o PDF do site, vai facilitar bastante o seu trabalho!

     Primeira etapa: certifique-se de que tem todos os componentes necessários para efetuar a montagem, se quiser já pode separa-los para deixar as coisas mais organizadas, se for preciso usar algum equivalente anote tudo certinho também, principalmente se tiver que associar resistores e/ou capacitores!

     A única coisa que usei diferente do que está no esquema foi o potenciômetro de 25k que não encontrei por aqui, estou usando um de 20k com ótimos resultados!


     Obs: estou usando pots duplos pois não encontrei pots simples no valor que era necessário, mas não há problema, basta ignorar um dos lados do potenciômetro!

     Segunda etapa: confecção da placa

     Como eu não consegui me entender com nenhum sistema de transferência térmica (e olha que eu tentei ein), desenho minhas placas com caneta mesmo seguindo o seguinte processo:

     Primeiro imprimo a imagem da placa do lado certo, para isso copio a imagem invertida que tem no PDF, colo em um programa de edição de imagens (pode ser o próprio Paint), e mando inverter a placa!


     Depois disso é só cortar o desenho que foi impresso e um pedaço de placa do tamanho adequado.


     Em seguida eu prendo o papel na placa com fita adesiva e faço os furos das ilhas.


     Para fazer a furação uso uma Mini-retífica com uma broca de 1mm.


A placa já furada.


Sem o papel e já limpa, uso apenas bombril e água corrente.


     Lembram-se daquelas revistas infantis que tinham uns passa-tempo de ligar pontinhos???

     Então, é mais ou menos por ai que funciona o esquema aqui... hehehe

     Com a imagem da placa do lado correto ao lado, vou ligando os pontos com uma caneta para retroprojetor com ponta bem fina, e pra algumas coisas uso uma de ponta mais grossa, desse modo vou desenhando as trilhas e ilhas.



     Finalmente a placa pronta.


     Uma dica interessante pra quem quiser usar esse método, faça a placa por partes, pegue os desenhos menores primeiro, sempre que começar um, vá até o fim do mesmo, faça toda a parte que fica interligada no mesmo desenho, deixe os maiores para o fim!

     É interessante fazer essa linha do terra primeiro também, essa que rodeia a placa toda!

     Continuando...

     Uso aquelas linha para costura pra segurar a placa na hora da corrosão!

     Passo por um dos furos da placa, de preferência algum que fique bem no canto, as vezes o lugar onde a linha fica encostada não corrói, então é importante ficar atento na hora de amarrar pra não ligar algo onde não deve!



     Eu não esquento o percloreto, não tenho pressa... deixo a plaquinha la, cerca de uns 20 ou 30 minutos e ela já ta pronta!


     Enquanto o percloreto trabalha eu aproveito pra ir fazendo as ligações dos Jacks, Potenciômetros, chaves, etc..

     É importante que o uso de fios de várias cores pra facilitar as ligações depois!

     No meu caso está assim:

     In – fio verde
     Out – fio branco
     GND – fio preto
     9+ - fio vermelho
     Potenciômetros – fio amarelo
     Control da Millenium – fio azul


     Placa já corroída e limpa.


     Hora de começar a montagem...

     Eu costumo marcar o In, Out, 9+ e GND na placa, mas recomendo que faça a marcação de todos os componentes, facilita muito a montagem e se necessário, a manutenção...


     Começo sempre pelos resistores, diodos e soquetes, se começar por componentes maiores como os capacitores eletrolíticos e os de poliéster, eles podem atrapalhar para colocar os componentes menores depois.


     Depois disso coloco os capacitores cerâmicos, eletrolíticos e poliéster!

     Abaixo a placa com o resto das ligações

     Notem que os jacks estão ligados direto na placa, faço isso primeiro pra poder fazer o teste do pedal, caso funcione eu tiro os fios dos jacks e faço a ligação do Bypass.


     Um detalhe, não façam que nem o bestão aqui, certifiquem-se de que o Ci está no soquete antes de testar o pedal, pois pode ser muito frustrante ficar tentando debugar depois por causa de um vacilo desses... pode parecer bem idiota, mas já fiz isso umas 3 vezes!

     Por fim... o bicho pronto.

     Acabei me esquecendo de tirar fotos dele na hora de por na caixa.

     A caixa que usei é uma caixa de balas importada que é vendida no Paraguai (90km daqui)... toda vez que vou pra la compro várias dessas balas... uma lata dessa custa uns U$2,00 e as balas são muito boas.

     Enfim, a lata é muito resistente, e por ser de metal já faz o trabalho de blindagem!

     Usei 2 jacks estéreo de plástico, então puxei um fio do terminal que sobrou do jack de saída e soldei na caraça do pedal, só precisei dar uma lixadinha pra triar a tinta da lata!

     E ai está o resultado.


     Usei a Millenium II com 4049 aqui do site, na minha cidade não existem Fets pra vender!

     Nunca tive problemas com essa Millenium, a não ser no TS808 que só foi necessário colocar 1n4148 nos 2 diodos, por que usando o 1n4001 o Led não apaga!

     Bom, agora, pra fechar com chave de ouro, o som do bichinho!

     Aqui tem um sample do pedal, gravado com uma tagima Strato com captadores EMG-HZ S3, BluesBreaker, Peavey Bandit 112 microfonado com um mic de voz CSR que foi plugado direto na placa onboard do PC!

     A base e o solo foram gravados com a mesma regulagem do pedal.

     Um grande abraço e até a próxima!

Powered by MySQL Powered by PHP Powered by SMF 1.1.21 | SMF © 2006-2009, Simple Machines

XHTML 1.0 Válido! CSS Válido! Dilber MC Theme by HarzeM
Página criada em 0.145 segundos com 29 procedimentos.
SimplePortal 2.3.3 © 2008-2010, SimplePortal