Handmades</center>
 
*
Bem-vindo, Visitante. Por favor faça o Login ou Registro. 21 de Julho de 2024, as 01:46:48


Login com nome de usuário, senha e duração da sessão


Páginas: [1]   Ir para o Fundo
  Imprimir  
Autor Tópico: Grelha para Nespresso Essenza Mini  (Lida 3913 vezes)
Eduardo
Hand MasterMind
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 3.668

Obrigado
-Dado: 111
-Recebido: 528


Paricipe da World Community Grid!


WWW
« : 01 de Outubro de 2023, as 10:13:37 »

Olá Pessoal

Desenhei essa peça para uma amiga que teve a dela sequestrada pelo filho de 3 anos de idade. Se mais alguém precisar, está disponível no Thingiverse.



Eu imprimi usando plastico PET de garrafas de refrigerante.
Registrado

Obsoleto é filho do Custo, não da Melhoria.
bossman
Administrator
DIY Freak
******
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 6.285

Obrigado
-Dado: 1906
-Recebido: 456



« Responder #1 : 19 de Outubro de 2023, as 19:50:22 »

Sensacional a reutilização do plástico de garrafas PET ! Como faz pra tornar elas filamentos para a impressora Eduardo ?
Registrado

Ding-Ling things, low-cost = low protection! Nothing is foolproof
xformer
Administrator
DIY Freak
******
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 6.268

Obrigado
-Dado: 71
-Recebido: 2020


e^(i x pi)+1=0


WWW
« Responder #2 : 20 de Outubro de 2023, as 13:36:12 »

O Eduardo está em viagem e pra não ficar no ar a curiosidade e eu sou fornecedor de plástico de garrafa PET (polietileno tereftalato) pra ele, eu vou explicar por cima. Depois o Eduardo pode explicar em detalhes e divulgar o projeto e know-how do processo (tem github com o projeto) com fotos e vídeos que ele fez.

Basicamente o processo consiste em cortar as garrafas de refrigerante ou água em fitas longas para serem passadas por um bloco metálico de aquecimento com um bico com furo de diâmetro compatível com o diâmetro dos filamentos (aproximadamente 1,75 mm) usados nas impressoras 3D. O plástico é puxado do bico por um sistema de engrenagens de redução giradas por um motor elétrico e já enrolada num carretel. O sistema todo é controlado por um Arduíno, que aciona o aquecimento, monitora temperatura, velocidade de puxamento e enrolamento, falta de fita, etc.

Antes a garrafa PET precisa ser preparada: retira-se a etiqueta, limpa-se a cola com solvente, coloca-se pressão na garrafa com uma bomba ou compressor de pneu (temos tampinhas com válvulas de pneus) e esquenta-se a garrafa numa boca de fogão para alisar a superfície da garrafa.
Ele bolou e me deu um cortador de garrafas com ajuste da largura da fita (cada tipo de garrafa tem espessura diferente, então a largura é calculada para dar a mesma quantidade de plástico num filamento com secção transversal de 2,4 mm2). Eu meço a espessura num micrômetro e ajusto a largura num parafuso. Depois é só puxar a fita que passa pelo cortador. Assim diminui em muito o volume do plástico para levar pra casa dele. Se perde só o fundo e o bico da garrafa, o que diminui muito o lixo.  Enfim, muito do que iria pro lixo, vira matéria prima valiosa e muito boa.

Cada garrafa de 2 litros dá uns 10 m de filamento, o Eduardo emenda a quente os filamentos de PET, de forma a obter um filamento em comprimento e quantidade considerável.
Registrado

O que se escreve com "facilidade" costuma ser lido com dificuldade pelos outros. Se quiser ajuda em alguma coisa, escreva com cuidado e clareza. Releia sua mensagem postada e corrija os erros.
silvioalvim
Iniciante
*
Offline Offline

Mensagens: 110

Obrigado
-Dado: 85
-Recebido: 9


Aprendendo a jogar


« Responder #3 : 21 de Outubro de 2023, as 22:31:29 »

Muito bom o resultado final! Eu estava meio cético sobre o reuso de garrafas PET como filamento, mas agora vou considerar seriamente!
Esperando o colega de fórum voltar da viagem para explicar o processo de forma detalhada
Registrado
Eduardo
Hand MasterMind
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 3.668

Obrigado
-Dado: 111
-Recebido: 528


Paricipe da World Community Grid!


WWW
« Responder #4 : 01 de Novembro de 2023, as 17:51:57 »

Oi Pessoal!

O que o Renato explicou está perfeito. É isso mesmo. Existem várias versões da máquina que eu construí para trefilar o PET. O diferencial da minha é usar um Arduino Uno como controle e usar um bico de trefila feito a partir de um parafuso longo. Os projetos disponíveis usam uma placa de impressora 3D desativada para o controle e um bico de impressora arrobado. O problema desses métodos é que nem todo mundo (ou quase ninguém) tem placa de impressora sobrando e o bico arrombado não conforma o plástico completamente. O filamento que tenho produzido tem qualidade comparável aos industrializados.

Eu estava meio cético sobre o reuso de garrafas PET como filamento, mas agora vou considerar seriamente!

No começo eu também estava. Comecei meus experimentos trefilando PET com uma pistola de cola quente, para não gastar muito com isso já que não tinha certeza do resultado. Porém desde o primeiro teste, em que fiquei por horas puxando o fio de PET na mão, o resultado foi sempre muito bom. Hoje eu não me vejo mais comprando filamento. O PET é um material muito resistente, dimensionalmente estável (não empena) e muito fácil de se usar em impressão 3D. Tão ou mais fácil que PLA.

Link para o projeto no Github

Abraços

Eduardo

Registrado

Obsoleto é filho do Custo, não da Melhoria.
Páginas: [1]   Ir para o Topo
  Imprimir  
 
Ir para:  


Powered by MySQL Powered by PHP Powered by SMF 1.1.21 | SMF © 2006-2009, Simple Machines

XHTML 1.0 Válido! CSS Válido! Dilber MC Theme by HarzeM
Página criada em 0.038 segundos com 21 procedimentos.
SimplePortal 2.3.3 © 2008-2010, SimplePortal