Handmades</center>
 
*
Bem-vindo, Visitante. Por favor faça o Login ou Registro. 24 de Agosto de 2019, as 15:03:25


Login com nome de usuário, senha e duração da sessão


Páginas: [1]   Ir para o Fundo
  Imprimir  
Autor Tópico: Mini amplificador baseado no Marshall MS-2  (Lida 323 vezes)
caxiasm
Iniciante
*
Offline Offline

Mensagens: 10



« : 14 de Julho de 2019, as 11:27:54 »

Construí esse mini amplificador para ser instalado dentro de uma guitarra que eu estava reformando, como eu moro em apartamento e não posso fazer muito barulho uma guitarra com um amplificadorzinho on board já é mais que suficiente.
Esse projeto foi baseado no Marshall MS-2 com a parte de potência alterada de um KIA6213 para um LM386, acrescentei também algumas outras funcionalidades como, um controle de drive no pré amplificador, uma entrada para celular (onde posso deixar uma música de fundo para tocar junto) saída para fones e saída para amplificador (aproveitando a distorção e sustentação do amplificador interno) e um redutor de potencia (que mantem a distorção de saída saturada porem com um volume baixo para poder tocar a noite sem incomodar os vizinhos).
O projeto funcionou direitinho e com um som bem bacana (salvo as devidas proporções) a única coisa que me incomoda é que não consegui fazer uma placa se circuito impresso decente, como não tenho muita prática o único programa que consegui usar foi o Circuit Wirzad 1.15 mas ele é muito antigo e limitado.
Se alguma alma caridoso quiser me ajudar com um layout melhor eu agradeço!!! Grin
Segue abaixo o esquema e algumas imagens do projeto.

Esquema.


Eu desenhei isso para me ajudar na hora da instalação...


A placa que eu desenhei no Circuit Wirsad...


A placa ficou meia boca.  Embarrassed


Ficou meio apertado, mas coube!...


Depois de tudo pronto


Para quem quiser dar uma olhada na reforma da guitarra...

https://www.facebook.com/Guitarras-e-Hist%C3%B3rias-120160828194216/photos/?tab=album&album_id=669080779968882
« Última modificação: 19 de Julho de 2019, as 13:04:13 por caxiasm » Registrado
Matec
Administrator
Hand MasterMind
*****
Offline Offline

Mensagens: 2.182



« Responder #1 : 14 de Julho de 2019, as 14:01:50 »

Não se preocupe com seu layout, ele está bom. Com o tempo você vai aprender a deixar os componentes mais próximos e a placa vai ficar menor.  Num circuito desses você poderia utilizar resistores de 1/8 de watt que não teria problema nenhum.
Só achei uma pena esse falante inserido na guitarra. A madeira do corpo é linda.

 Smiley
Registrado
marcao_cfh
Handmaker
****
Offline Offline

Mensagens: 1.426


« Responder #2 : 14 de Julho de 2019, as 14:52:05 »

Seu layout está bem bacana e, como o Matec comentou, melhorias vem com a prática e experiência. Só o fato de você se propor a fazer o layout já é algo digno de elogios.

É possível retirar a chave "mudo" do projeto usando jacks com chave. Acaba sendo um pouquinho mais trabalhoso e complexo, então a opção de deixar a chave pode ser melhor Cheesy. Só comentei caso você queira pensar um pouquinho sobre isso em um hipotético próximo projeto desse tipo.

O que eu adicionaria é uma chave ou potenciômetro de 1K entre os pinos 1 e 8 do 386. Eles controlam o ganho do CI. Nessa configuração, ele está com ganho máximo. Não é exatamente um problema para mim, pelo contrário Roqueiro mas você sacrifica os sons mais limpos da guitarra nessa configuração. Como você já tem uma chave para ativar um estágio de ganho extra e um potenciômetro de controle de ganho, poderia optar pela chave por simplicidade e ajustar o ganho com o potenciômetro. É uma sugestão.

Concordo com o Matec em relação ao falante e a madeira. Mas é só opinião, e agora já foi Cheesy

No mais, parabéns pelo projeto, ficou bem bacana! Palmas
Registrado
caxiasm
Iniciante
*
Offline Offline

Mensagens: 10



« Responder #3 : 14 de Julho de 2019, as 17:17:54 »

Não se preocupe com seu layout, ele está bom. Com o tempo você vai aprender a deixar os componentes mais próximos e a placa vai ficar menor.  Num circuito desses você poderia utilizar resistores de 1/8 de watt que não teria problema nenhum.
Só achei uma pena esse falante inserido na guitarra. A madeira do corpo é linda.

 Smiley

Valeu pelo comentário!  Smiley
Coloquei o alto falante ali porque originalmente essa guitarra tinha uma ponte estilo Jazzmaster e como eu não tinha dinheiro para comprar uma ponte nova resolvi fazer isso aí com o amplificador e alto falante. Uma coisa leva a outra...
A chave mudo pra mim é legal por 2 motivos, o primeiro é que não achei um jack de montagem em painel com chave, e outro é que assim da para desligar o auto falante quando for ligar a guitarra numa caixa e quiser usar a distorção do amp. interno.   
Me disseram que essa madeira chama angelim, é realmente muito bonita!!!

-----
Seu layout está bem bacana e, como o Matec comentou, melhorias vem com a prática e experiência. Só o fato de você se propor a fazer o layout já é algo digno de elogios.

É possível retirar a chave "mudo" do projeto usando jacks com chave. Acaba sendo um pouquinho mais trabalhoso e complexo, então a opção de deixar a chave pode ser melhor Cheesy. Só comentei caso você queira pensar um pouquinho sobre isso em um hipotético próximo projeto desse tipo.

O que eu adicionaria é uma chave ou potenciômetro de 1K entre os pinos 1 e 8 do 386. Eles controlam o ganho do CI. Nessa configuração, ele está com ganho máximo. Não é exatamente um problema para mim, pelo contrário Roqueiro mas você sacrifica os sons mais limpos da guitarra nessa configuração. Como você já tem uma chave para ativar um estágio de ganho extra e um potenciômetro de controle de ganho, poderia optar pela chave por simplicidade e ajustar o ganho com o potenciômetro. É uma sugestão.

Concordo com o Matec em relação ao falante e a madeira. Mas é só opinião, e agora já foi Cheesy

No mais, parabéns pelo projeto, ficou bem bacana! Palmas



Optei por não usar um controle de ganho no LM386 porque o pré que usei (do Marshall MS-2) ja é bem distorcido (principalmente com minha alteração de controle de ganho) por isso busquei circuitos do LM386 que tivessem um ganho médio e nessa situação é sempre usado um eletrolítico de 10uF. No final com o atenuador acionado e com o volume de entrada no máximo ela da um "rosnado" monstruoso!!!  Cheesy  
« Última modificação: 19 de Julho de 2019, as 13:11:21 por caxiasm » Registrado
marcao_cfh
Handmaker
****
Offline Offline

Mensagens: 1.426


« Responder #4 : 14 de Julho de 2019, as 22:38:36 »

Sim, com tudo no máximo ele deve ter um timbre bem legal. Gosto da distorção do 386 ou de estágios empurrando o 386. Só acho que você perde os sons mais limpos nessa configuração do 386. Caso queira som mais limpo, faz um teste e tira esse capacitor. Com a perda de ganho, vem perda de volume, claro. Mas isso só caso você queira som mais limpo.

Só mais dois comentários que esqueci:
- não se engane com o "só 1/2 W" que o 386 produz. Ele toca uma caixa 4x12 com volume bem bacana para tocar no quarto, mais que o necessário pra muitos casos e chegando a incomodar em outros.
- do mesmo modo, não se engane com o consumo dele. Esses "só 1/2 W" consomem consideravelmente bem. Não sei se você adicionou na parte de trás da guitarra um jack de alimentação ou se está só na bateria. Acho que é uma ideia boa adicionar um jack para tocar em casa.
Registrado
caxiasm
Iniciante
*
Offline Offline

Mensagens: 10



« Responder #5 : 15 de Julho de 2019, as 02:36:38 »

Sim, com tudo no máximo ele deve ter um timbre bem legal. Gosto da distorção do 386 ou de estágios empurrando o 386. Só acho que você perde os sons mais limpos nessa configuração do 386. Caso queira som mais limpo, faz um teste e tira esse capacitor. Com a perda de ganho, vem perda de volume, claro. Mas isso só caso você queira som mais limpo.

Só mais dois comentários que esqueci:
- não se engane com o "só 1/2 W" que o 386 produz. Ele toca uma caixa 4x12 com volume bem bacana para tocar no quarto, mais que o necessário pra muitos casos e chegando a incomodar em outros.
- do mesmo modo, não se engane com o consumo dele. Esses "só 1/2 W" consomem consideravelmente bem. Não sei se você adicionou na parte de trás da guitarra um jack de alimentação ou se está só na bateria. Acho que é uma ideia boa adicionar um jack para tocar em casa.

Você tem razão!
Da forma como esta mesmo sem o estágio de pré o 386 dá uma "sujada do som com o volume dos captadores aberto acima da metade, isso tem um certo charme de blues que pra mim é bem legal eu particularmente não sinto falta de um som totalmente limpo, más vou seguir seu conselho e incluir uma chave entre os pinos 1 e 8 para selecionar dois níveis de ganho.
No passado eu já havia montado o Ruby que é um amplificadorzinho excelente porem muito barulhento.

Ele tem um timbre ótimo mas sempre em altos volumes e isso gera um consumo bastante alto da bateria de 9V, tentei reduzir o barulho com um atenuador resistivo na saída que até deu certo do ponto de vista do som mas não resolveu o consumo, pelo contrário o gasto de bateria até piorou, por isso eu quis fazer um amp onde o controle de ganho ou drive estivesse no pré e não na potência para tentar ter um consumo um pouco mais baixo e conseguir distorção em baixos volumes. Acho que consegui pois eu toco de meia a uma hora e meia todo dia e a bateria tem durado uns 15 dias, outro dia esqueci ele ligado por um dia inteiro e não descarregou a bateria. Eu ia colocar um jack p4 para usar uma fonte esterna porem não encontrei uma broca do diâmetro do jack para furar a lateral da guitarra e como a bateria tem durado bastante eu desisti da ideia.
« Última modificação: 15 de Julho de 2019, as 02:43:17 por caxiasm » Registrado
Páginas: [1]   Ir para o Topo
  Imprimir  
 
Ir para:  


Powered by MySQL Powered by PHP Powered by SMF 1.1.21 | SMF © 2006-2009, Simple Machines

XHTML 1.0 Válido! CSS Válido! Dilber MC Theme by HarzeM
Página criada em 0.071 segundos com 22 procedimentos.
SimplePortal 2.3.3 © 2008-2010, SimplePortal