Handmades</center>
 
*
Bem-vindo, Visitante. Por favor faça o Login ou Registro. 20 de Março de 2019, as 04:42:34


Login com nome de usuário, senha e duração da sessão


Páginas:  1 [2]   Ir para o Fundo
  Imprimir  
Autor Tópico: diário de (re)construção: iall 10.5 + trainwreck express  (Lida 970 vezes)
marcao_cfh
Handmaker
****
Offline Offline

Mensagens: 1.290


« Responder #15 : 31 de Janeiro de 2019, as 10:56:54 »

O amplificador será montado num chassis de inox. Usei o papelão como montagem protótipo, para ver como seriam os ruídos em relação às posições dos transformadores e válvulas no "chassi", e já levando em consideração que ocorrerão ruídos devido à falta da gaiola. Assim que resolvidos os problemas de ruídos maiores, vou começar a montagem definitiva (provavelmente semana que vem).

Acredito que o problema do hum no pré vai ser facilmente resolvido reposicionando o transformador de saída para que os fios do secundário não cruzem o fio que leva o sinal do pré ao power. Hoje vou fazer o teste, passarei os fios do secundário do transformador de saída entre as duas válvulas.

O meu "problema" maior é justamente essa fuga de sinal. Não consigo compreender como o sinal está "escapando" do terra e aparecendo na saída, mesmo com todos os potenciômetros no mínimo. Aparece baixo, mas aparece. De onde vem, não sei Cheesy
Registrado
Ramsay
Colaborador
***
Offline Offline

Mensagens: 757



« Responder #16 : 31 de Janeiro de 2019, as 16:37:18 »

Citar
O meu "problema" maior é justamente essa fuga de sinal. Não consigo compreender como o sinal está "escapando" do terra e aparecendo na saída, mesmo com todos os potenciômetros no mínimo. Aparece baixo, mas aparece. De onde vem, não sei
Isso acontece devido aos potenciômetros de baixíssimo custo que você está usando, em muitos dos quais, quando se põe no mínimo o contato do cursor com o pino extremo não é perfeito e a resistência não fica em zero ohms.
Se essa resistência tiver poucos ohms, já é o suficiente pra deixar o sinal passar, principalmente se o circuito estiver com muito ganho.
Por isso, pelo menos para o volume, o ideal é utilizar um potenciômetro de melhor qualidade, tipo Alpha, etc.
« Última modificação: 31 de Janeiro de 2019, as 16:47:03 por Ramsay » Registrado
marcao_cfh
Handmaker
****
Offline Offline

Mensagens: 1.290


« Responder #17 : 31 de Janeiro de 2019, as 18:15:15 »

Medi aqui, e realmente com todos os potenciômetros no mínimo há uma resistência pequena, mas não nula. Achei estranho pois quando testei somente o pré o sinal não apareceu. E testei o pré ligado em outro pré, então houve a amplificação de um sinal já amplificado, deveria ter aparecido esse sinal. Mas obrigado pela explicação.

Como na minha cidade não vendem potenciômetros de qualidade (só vende esses, e são carinhos ainda por cima) e não preciso encomendar nada pela internet, por enquanto vai ficar assim Cheesy.
Registrado
Ramsay
Colaborador
***
Offline Offline

Mensagens: 757



« Responder #18 : 01 de Fevereiro de 2019, as 20:24:46 »

Citar
Como na minha cidade não vendem potenciômetros de qualidade (só vende esses, e são carinhos ainda por cima) e não preciso encomendar nada pela internet, por enquanto vai ficar assim
Pois é, eu também utilizei esses potenciômetros de baixa qualidade em diversos circuitos, não sei aí, mas, aqui no Rio, eles custam cerca de R$3,00 cada.
Registrado
marcao_cfh
Handmaker
****
Offline Offline

Mensagens: 1.290


« Responder #19 : 06 de Março de 2019, as 15:52:37 »

Aproveitando o feriado de carnaval, mais um pouquinho do progresso. Montei no chassi de inox, e os ruídos diminuíram consideravelmente. Ainda há um leve hum (mas a "gaiola" está aberta na parte de baixo, e o amplificador está ligado em uma tomada sem aterramento junto com o computador), e uma oscilação de alta frequência dependendo da posição dos potenciômetros. Mas acredito que essa oscilação seja fácil de resolver, só não tentei mexer na posição dos fios devido à falta de tempo.

Por fora:


Iall. Os fios ficaram bem bagunçados Cheesy. Tomei o máximo de cuidado possível para cruzá-los em 90 graus.


Pré. Montei com o Alembic mesmo, mudando a ideia inicial Cheesy. Um pré limpo vai ser mais útil e versátil. Esse é bastante limpo, com agudos lindos. Acredito ser muito similar ao pré Fender que muitos já usaram, já que o projeto é quase o mesmo.


Visão geral por dentro:

Esses fios bagunçados são, na parte de baixo (amarelo, vermelho, branco e preto), os fios do primário do transformador, esqueci de furar o chassis para colocar a chave seletora de tensão Batendo Cabeça. Já os fios amarelo, preto e cinza próximos à válvula "de baixo" são do secundário do transformador de saída, optei por soldar o jack nos fios e procurar a melhor posição para fazer a furação de acordo com possíveis ruídos. Estava em dúvida se seria melhor colocá-lo entre as duas ECL82 ou mais próximo ao conector de alimentação, mas em um teste rápido vi que a posição dos fios não fez diferença.

O projeto está atrasado, mas progredindo lentamente. Assim que der um tempinho, dou continuidade.
Registrado
bossman
Administrator
DIY Freak
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 5.561



« Responder #20 : 06 de Março de 2019, as 21:48:15 »

Santa macarronada Bátima!  Cheesy
Registrado

Ding-Ling things, low-cost, low protection. Verbis defectis musica incipit
marcao_cfh
Handmaker
****
Offline Offline

Mensagens: 1.290


« Responder #21 : 07 de Março de 2019, as 18:23:19 »

E o mais incrível é que a macarronada funciona, e melhor que minha primeira montagem do Iall 10.5 em placa de circuito impresso Cheesy
Registrado
Páginas:  1 [2]   Ir para o Topo
  Imprimir  
 
Ir para:  


Powered by MySQL Powered by PHP Powered by SMF 1.1.21 | SMF © 2006-2009, Simple Machines

XHTML 1.0 Válido! CSS Válido! Dilber MC Theme by HarzeM
Página criada em 0.071 segundos com 21 procedimentos.
SimplePortal 2.3.3 © 2008-2010, SimplePortal