Handmades</center>
 
*
Bem-vindo, Visitante. Por favor faça o Login ou Registro. 18 de Outubro de 2019, as 16:06:45


Login com nome de usuário, senha e duração da sessão


Páginas:  [1] 2 3   Ir para o Fundo
  Imprimir  
Autor Tópico: Meteoro CB150 "em curto"  (Lida 5108 vezes)
V.O.A.
Iniciante
*
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 143



« : 06 de Setembro de 2017, as 20:19:48 »

Olá, pessoal! Venho compartilhar meu sofrimento  Batendo Cabeça  Cheesy

Sou iniciante na área de manutenção, embora seja técnico em eletrônica e viva montando circuitos. No caso, estou com um cubo de baixo Meteoro CB150 para consertar, mas não consigo encontrar o defeito. Ele não sai som, apenas move o cone para a frente. Estou usando uma lâmpada de 40W em série para não causar maiores danos. Ela acende fortemente, sequer oscila. A lâmpada só desliga se eu retirar o alto falante do circuito.

Este é o esquemático:
Spoiler (clique para mostrar ou esconder)
O que já fiz:
-Já medi a tensão da fonte (sem o alto falante conectado, claro);
-Já medi a capacitância da fonte e os diodos;
-Já verifiquei a todos os transistores e nenhum apresentou curto ou circuito aberto;
-Retirei R14 para me certificar de que o pré não é responsável pela saturação da saída.

É um circuito relativamente simples, mas repito, sou inexperiente na busca de defeitos, pode ser algo bem "besta" mas me falta experiência.

Obrigado!  
« Última modificação: 06 de Setembro de 2017, as 21:37:45 por kem » Registrado

____________________________
V.O.A. - Vinícius Ossanes Aquino
Matec
Administrator
Hand MasterMind
*****
Offline Offline

Mensagens: 2.211



« Responder #1 : 06 de Setembro de 2017, as 20:44:10 »

V.O.A.

Um defeito muito comum que tem esses sintomas é a queima dos transístores de saída, assim como os drivers. Se você retirar os transístores do circuito é bem mais certo que vá descobrir um defeito.

 Smiley
Registrado
V.O.A.
Iniciante
*
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 143



« Responder #2 : 06 de Setembro de 2017, as 20:53:51 »

Pois bem, eu medi os transistores de saída na escala de diodos do multímetro e encontrei cerca de 0,7V nas barreiras de potencial nos lados que devem conduzir e infinito nos que não devem. Há algum outro teste que eu poderia fazer? Obs.: quando retirei um dos transistores de saída, o curto parou.
Registrado

____________________________
V.O.A. - Vinícius Ossanes Aquino
Matec
Administrator
Hand MasterMind
*****
Offline Offline

Mensagens: 2.211



« Responder #3 : 06 de Setembro de 2017, as 21:50:54 »

Talvez você já tenha encontrado o defeito.

A medida melhor é testar as junções entre os terminais do emissor e do coletor. Faça isso medindo do mesmo modo que você fez antes.

Veja que também os drivers (Bd139/140) podem estar causando isso. Então verifique eles também.

Mas de todo modo, todos devem ser trocados, driver e de potência, todas as vezes que houver problemas na saída do amplificador.

 Smiley
« Última modificação: 07 de Setembro de 2017, as 09:59:30 por Matec » Registrado
Alfredo Padrao
Handmaker
****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 1.420


"Fui eu que fiz"


WWW
« Responder #4 : 07 de Setembro de 2017, as 10:19:37 »

Pelo sintoma que você relatou, de estar movendo o cone do alto falante; é indicativo que está tendo uma tensão contínua na saída.

- Então verifique qual a tensão encontrada neste ponto.  Esta tensão deveria ser 0V, ou bem próximo disto, em condição normal de funcionamento, na condição de repouso (sem nenhum sinal na entrada).

Você disse que mediu as tensões da fonte; e como não indicou as tensões encontradas, parte-se do princípio que achou as tensões indicadas no esquema.  É isto mesmo?

"...-Já verifiquei a todos os transistores e nenhum apresentou curto ou circuito aberto;..."
O ideal, seria verificar com um multímetro analógico, na escala de 10K para verificar fugas, nos transistores de saída e drivers.  Na dúvida, faça como sugeriu o Matec, e troque todos.

Boa sorte,
Alfredo
Registrado

kem
Administrator
DIY Freak
*****
Offline Offline

Mensagens: 4.684



« Responder #5 : 07 de Setembro de 2017, as 12:31:33 »

Gente... curiosidade...
Esse 150 do BC150 quer dizer que esse amplificador teoricamente entrega 150W? Com um par só de 2SC5200/2SA1943? Huh?

E V.O.A.... você viu o aviso embaixo a direita na imagem?
Existe lugar na placa pra acrescentar esses componentes ou é pra acrescentar pelo lado cobreado?
E eita prézinho sem vergonha esse heim?!?
« Última modificação: 07 de Setembro de 2017, as 12:37:42 por kem » Registrado

I don't want to die young...
I want to diode!
raul.tec
Iniciante
*
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 61


« Responder #6 : 07 de Setembro de 2017, as 14:43:07 »

Tecnicamente é isso Kem mas em carga de 4ohms, é só um par mas é alimentado por 55 Volts simétricos.

V.O.A já que você tem aí, lâmpada-série troque os transistores de saída e os drivers, se a lâmpada mesmo assim acender forte e permanecer verifique a ponte retificadora e os capacitores de filtro. Se com a troca dos transistores funcionar e não apresentar curto, teste o amplificador depois sem a lâmpada série, porque quando dei manutenção em um amplificador desse modelo com a lâmpada-série ligada o sinal saía com um pouco de distorção, quando tirei da lâmpada-série aí funcionou perfeitamente.

-----
Outra coisa verifique os componentes marcados na direita da imagem que o Kem mencionou, aquilo é uma modificação sugerida pelo fabricante, tem um lote que sem aquelas modificações ali o amplificador pode distorcer o sinal, e pode esquentar demais um transistor do primeiro estágio do power, o modelo que peguei pra conserto o pré é cópia do GK400. A maioria dos modelos de amplificadores para contrabaixo usam uma cópia do pré do GK400 e o power geralmente é esse aí variando pouca coisa para modelos de maior potência.
« Última modificação: 07 de Setembro de 2017, as 14:52:16 por raul.tec » Registrado
V.O.A.
Iniciante
*
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 143



« Responder #7 : 11 de Setembro de 2017, as 20:49:31 »

Mas de todo modo, todos devem ser trocados, driver e de potência, todas as vezes que houver problemas na saída do amplificador.
Troquei os BD e os 2SC hoje... não fui feliz  Batendo Cabeça

-----
E V.O.A.... você viu o aviso embaixo a direita na imagem?
Existe lugar na placa pra acrescentar esses componentes ou é pra acrescentar pelo lado cobreado?

Vi sim... e não tem lugar pra acrescentar.  Cheesy Vou ter que dar um "jeitinho" BR de colocar eles ali.

-----
Outra coisa verifique os componentes marcados na direita da imagem que o Kem mencionou, aquilo é uma modificação sugerida pelo fabricante, tem um lote que sem aquelas modificações ali o amplificador pode distorcer o sinal, e pode esquentar demais um transistor do primeiro estágio do power, o modelo que peguei pra conserto o pré é cópia do GK400. A maioria dos modelos de amplificadores para contrabaixo usam uma cópia do pré do GK400 e o power geralmente é esse aí variando pouca coisa para modelos de maior potência.

Interessantíssima essa dica!  Não sabia que a maioria dos amplificadores de contrabaixo eram baseados nesse GK400. Até por que sou guitarrista, acabo não indo muito pra esses lados.   Azn

-----
Você disse que mediu as tensões da fonte; e como não indicou as tensões encontradas, parte-se do princípio que achou as tensões indicadas no esquema.  É isto mesmo?
Encontrei próximo disso. Aproximadamente 46V simétricos, coerente com os trinta e poucos que sai do transformador.
« Última modificação: 11 de Setembro de 2017, as 20:57:13 por V.O.A. » Registrado

____________________________
V.O.A. - Vinícius Ossanes Aquino
Matec
Administrator
Hand MasterMind
*****
Offline Offline

Mensagens: 2.211



« Responder #8 : 11 de Setembro de 2017, as 22:03:20 »

Citar
Troquei os BD e os 2SC hoje... não fui feliz   Batendo Cabeça

Péssima notícia.
Mas não resolve em nada.

Sem mais informações sobre o que se passa não podemos ajudá-lo. Angry

 Smiley
Registrado
V.O.A.
Iniciante
*
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 143



« Responder #9 : 12 de Setembro de 2017, as 02:17:26 »

Sem mais informações sobre o que se passa não podemos ajudá-lo.

Em breve vou postar todos os detalhes que eu puder. Tá sendo um aprendizado bem legal.

-----
Aqui está:
Spoiler (clique para mostrar ou esconder)
« Última modificação: 12 de Setembro de 2017, as 02:36:57 por V.O.A. » Registrado

____________________________
V.O.A. - Vinícius Ossanes Aquino
Matec
Administrator
Hand MasterMind
*****
Offline Offline

Mensagens: 2.211



« Responder #10 : 12 de Setembro de 2017, as 16:12:40 »

V.O.A.

Primeiro, meça a tensão que aparece na saída do amplificador. Faça isso sem o falante.

Meça a tensão que aparece entre a base e o emissor de Q3

Meça também a tensão entra os terminais de D3.

 Smiley
Registrado
raul.tec
Iniciante
*
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 61


« Responder #11 : 13 de Setembro de 2017, as 22:27:36 »

Essa impedância ou está ou seu multímetro está com problema, não pode "dar" essa impedância, essa bobina pode está com problemas.
Registrado
blackcorvo
Handmaker
****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 1.137


...Quer? Faça você mesmo!


WWW
« Responder #12 : 14 de Setembro de 2017, as 09:01:41 »

Essa impedância ou está ou seu multímetro está com problema, não pode "dar" essa impedância, essa bobina pode está com problemas.

Multímetro não mede Impedância, multímetro mede Resistência DC. Impedância é medida em circuitos AC.
Esse aqui é o jeito mais fácil de se medir a impedância de um falante:

Spoiler (clique para mostrar ou esconder)

Um falante de 8 ohms normalmente mede entre 5 e 6 ohms de resistência DC, então o falante não deve estar danificado. Até porquê é só ligar ele em outro amplificador caso queria testá-lo de fato.
Registrado

- Youtube: http://youtube.com/user/blackcorvo
- Discord: blackcorvo#6197 - Server: https://discord.gg/qbY83WC
- Telegram: blackcorvo
- Twitter: https://twitter.com/blackcorvo
xformer
Administrator
DIY Freak
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 5.279


e^(i x pi)+1=0


WWW
« Responder #13 : 14 de Setembro de 2017, as 11:09:10 »

Multímetro não mede Impedância, multímetro mede Resistência DC. Impedância é medida em circuitos AC.
Esse aqui é o jeito mais fácil de se medir a impedância de um falante:

Só precisa medir em várias frequências, pois a impedância varia conforme a frequência e o tipo de alto-falante (woofer, midrange, tweeter, full range). No caso dos woofers mais usados nos cubos, haverá um pico de impedância em uma frequência baixa, que cai ao mínimo na faixa de frequências médias e volta a subir nas frequências agudas.  A impedância nominal é uma média.
« Última modificação: 14 de Setembro de 2017, as 11:12:49 por xformer » Registrado

O que se escreve com "facilidade" costuma ser lido com dificuldade pelos outros. Se quiser ajuda em alguma coisa, escreva com cuidado e clareza. Releia sua mensagem postada e corrija os erros.
V.O.A.
Iniciante
*
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 143



« Responder #14 : 29 de Setembro de 2017, as 16:13:39 »

Primeiro, meça a tensão que aparece na saída do amplificador. Faça isso sem o falante.
44,7V!

Meça a tensão que aparece entre a base e o emissor de Q3
0,7V

Meça também a tensão entre os terminais de D3.
12V, em relação ao GND

Obs.: troquei Q1 e Q2. E Q1 aquece BASTANTE, sem alto falante.
Registrado

____________________________
V.O.A. - Vinícius Ossanes Aquino
Páginas:  [1] 2 3   Ir para o Topo
  Imprimir  
 
Ir para:  


Powered by MySQL Powered by PHP Powered by SMF 1.1.21 | SMF © 2006-2009, Simple Machines

XHTML 1.0 Válido! CSS Válido! Dilber MC Theme by HarzeM
Página criada em 0.246 segundos com 21 procedimentos.
SimplePortal 2.3.3 © 2008-2010, SimplePortal