Handmades</center>
 
*
Bem-vindo, Visitante. Por favor faça o Login ou Registro. 31 de Março de 2020, as 03:35:31


Login com nome de usuário, senha e duração da sessão


Páginas: [1]   Ir para o Fundo
  Imprimir  
Autor Tópico: O som do núcleo  (Lida 235 vezes)
JB.Santos
Iniciante
*
Offline Offline

Mensagens: 44



« : 06 de Março de 2020, as 19:50:46 »


Olha o que achei, Matec  e  A.Sim  viajando ao centro do núcleo.
Essa é pra quem quer ir fundo no assunto... revirando o baú.


https://forum.cifraclub.com.br/forum/10/303002/

 Legal! Palmas
Registrado
Matec
Administrator
Hand MasterMind
*****
Offline Offline

Mensagens: 2.301



« Responder #1 : 06 de Março de 2020, as 22:18:59 »

 Grin
Esse tópico começou como uma viagem por suposições, e acabou com ciência e conhecimento. Para mim ainda é um marco para o entendimento do cálculo  de transformadores. Pouca gente que trabalha no ramo faz uma explanação como essa sobre o assunto.  Legal!
Registrado
bossman
Administrator
DIY Freak
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 5.737



« Responder #2 : 06 de Março de 2020, as 23:46:41 »

Este tópico é de quando eu ainda participava ativamente lá... Uma verdadeira aula ! Pena que alguns de lá não migraram pra cá...
Registrado

Ding-Ling things, low-cost, low protection. Verbis defectis musica incipit
A.Sim
Colaborador
***
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 756



WWW
« Responder #3 : 11 de Março de 2020, as 17:59:49 »

Olá.

Aquela discussão foi a melhor dentre todas as que participei. E nela existe um trecho que vale a pena repetir aqui:


Olá a todos :

Pois eu prometi a minha opinião sobre qual núcleo usar e acabei deixando o tempo passar.

Eu vou dar a minha opinião, enquanto escuto os retornos dos colegas :

a) "Eu quero construir um amplificador valvulado mas não tenho muito dinheiro e/ou experiência e/ou não sei se vai dar certo e/ou minhas expectativas são limitadas ".

Para esse caso eu recomendo usar um transformador econômico, feito naturalmente com núcleo GNO. A potência aqui envolvida geralmente é pequena e o amplificador é, via de regra, SE. Transformadores econômicos têm uma frequência de projeto relativamente alta, o que prejudica os graves de certa maneira - os nossos são projetados para 120 Hz. Mesmo assim, a resposta é razoável para instrumentos e satisfatória para uso em áudio com alto-falantes pequenos, que geralmente têm resposta pobre abaixo de 100 a 150 Hz. Por outro lado, por um custo um pouco maior, pode-se adqurir um modelo 60 Hz, que já dá uma resposta de graves boa para a maioria das aplicações. Em qualquer das duas situações, use núcleo GNO sem medo.

Eu recomendo, ainda, esquecer a frase derrotista " não sei se vai dar certo". É claro que é necessário um certo conhecimento de Eletrônica para se montar um amplificador, mas o circuito de um amplificador valvulado é muito simples e com certeza, "você também vai conseguir montar ". Qualquer coisa, o nosso Apoio Técnico está sempre pronto para ajudar - você "vai sim conseguir montar o seu amplificador e fazê-lo funcionar".

b) "Eu quero construir um amplificador de guitarra clone da marca Fulano / Beltrano / Ciclano / Milano. Precisa ser grão orientado ? "

Não, não precisa. A distorção que o guitarrista quer ouvir, ou produzir, não vai ser influenciada pelo fato do núcleo ser GO ou não. Mas é importante verificar se o transformador GNO para o seu clone é um "clone" do transformador original, especialmente quanto ao tamanho.

Use o valor que seria gasto com o núcleo GO para adquirir componentes de marca ( ou mojo ), válvulas da moda, etc.

c) "Eu quero construir um amplificador HiFi de boa qualidade, mas o dinheiro está curto. Preciso usar GO ? "

Para esse caso eu recomendo empregar o dinheiro extra que seria gasto com o núcleo GO para adquirir um bom transformador GNO com resposta de graves estendida. Reduzir a resposta em frequência do transformador de saída é mais significante do que reduzir a distorção introduzida pelo transformador, visto que essa ( dentro de certos limites ) será minimizada pela realimentação negativa. Use GNO sem medo.

Construir um amplificador HiFi requer um certo dispêndio de capital; HiFi e baixo custo são características conflitantes. Assim, é preciso um certo preparo emocional para receber e aceitar o custo de um transformador de saída HiFi de 100 W, 50 W ou mesmo 20 W, com respostas que iniciem em 40 Hz, 30 Hz ou, ainda, 20 Hz, como muitos pedem...

d) "Eu quero construir um amplificador ( HiFi ou instrumento ) E DINHEIRO NÃO É PROBLEMA. "

Essa situação é a melhor de todos os mundos. Use GO e peça um transformador com resposta estendida para 20 Hz, 10 Hz ou mesmo 5 Hz. O núcleo GO vai proporcionar uma menor distorção e um melhor rendimento.

Não sendo o custo um fator limitante, pode-se ainda utilizar núcleo em C ( que permite aproveitar melhor as propriedades do material GO em relação ao laminado convencional EI ) ou, ainda, núcleos confeccionados com ligas especiais ou materiais amorfos.


Nada mais a acrescentar, além de comentar o item (d) : a Schatz é uma excelente escolha para fazer o seu super-transformador de liga especial amorfa, pois é para fazer peças de alto desempenho como essas que nós temos todo um processo de produção desenvolvido e um laboratório equipado com toda a instrumentação necessária para realizar os testes capazes de atestar a qualidade do produto final !
« Última modificação: 14 de Março de 2020, as 19:21:06 por A.Sim » Registrado

Transformadores Schatz - áudio e força
...The bitterness of poor quality [transformers] is remembered long after the sweetness of today's funny gadgets low price has faded from memory... (obsoletetellyemuseum)
Páginas: [1]   Ir para o Topo
  Imprimir  
 
Ir para:  


Powered by MySQL Powered by PHP Powered by SMF 1.1.21 | SMF © 2006-2009, Simple Machines

XHTML 1.0 Válido! CSS Válido! Dilber MC Theme by HarzeM
Página criada em 0.213 segundos com 21 procedimentos.
SimplePortal 2.3.3 © 2008-2010, SimplePortal