Handmades</center>
 
*
Bem-vindo, Visitante. Por favor faça o Login ou Registro. 15 de Setembro de 2019, as 23:27:31


Login com nome de usuário, senha e duração da sessão


Páginas:  [1] 2 3 ... 5   Ir para o Fundo
  Imprimir  
Autor Tópico: Gravação em Casa  (Lida 18303 vezes)
PatraoGuitar
Iniciante
*
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 50



« : 19 de Janeiro de 2012, as 23:31:28 »

Buenas pessoal!
Vi muitos tópicos aqui na seção de Homestudio acerca de gravação, e gostaria de tentar acrescentar uma contribuição para o assunto. Lembrando que a minha área de atuação é metal extremo  Head Banger, mas muita coisa pode ser aproveitada, pois os princípios são os mesmos. Não sou profissional no assunto, mas já estou há uns 3 anos mexendo com isso, e os meus últimos resultados tem sido muito satisfatórios (para mim e para os caboclos que tocam comigo):
1 - GRAVAÇÃO
Gravar som em casa é uma coisa extremamente relativa, se você possui $$$ de investimento vai ter um resultado X, se possui $$$$$$$$$$$$$$$$$ de investimento vai ter um resultado X ao cubo, DESDE QUE SE SAIBA O QUE ESTÁ FAZENDO. Já vi gravações "profissionais", feitas em estúdio, que soavam como gravadas no radinho de pilha da vovó, já tive o desprazer de mexer com uma gravação de bateria feita em estúdio e com os demais músicos da banda (eu tinha acabado de entrar na banda e os caras descobriram que eu estudava isso) me dizendo que "pô, deu mó trabalho pra gravar isso, ficou muito bom!" aonde não tinha como identificar nas trilhas da bateria quem era o hihat, quem era a caixa e quem era o prato, e já vi gravações feitas em casa com um nível médio de investimento arrebentarem com gravações profissionais.
Os grandes X da questão, na minha visão:
1.a - Como funciona uma gravação
       Recomendo a todos que procurem um trabalho chamado "The Art of Mixing" (A Arte da Mixagem), de David Gibson. Esse livro é uma aula, mostra todos os passos para uma GRAVAÇÃO bem feita. E não se iludam com donos de estúdio de gravação dizendo que consertam tudo na mixagem, se fizerem isso vão se arrepender. 99% de um serviço bem realizado em se tratando de gravação estão na própria gravação, a mixagem serve para CORRIGIR e a masterização para FECHAR o produto, se fizer uma gravação cocô terá uma mixagem diarréia (e irão gastar uma grana preta para arrumar algo que vai ficar meia boca) e um produto final digno de G.G.Alllin.
1.b - Equipamento
       Lógico que se você tiver um preamp Marshall, uma potência Crown, uma caixa 4x12, mics profissionais e mais alguns apetrechos você terá uma gravação profissional. E mais lógico ainda é que se você tiver todo esse equipo acima e não souber sobre acústica, não tiver uma sala 100% tratada e SOUBER O QUE ESTÁ FAZENDO, você terá uma gravação 100% horrorosa. Equipamento top só é top na mão de quem sabe operar, e isso não se aprende da noite para o dia. Ainda mais se você tentar gravar com isso tudo no seu quarto sem isolamento e tratamento acústico, vai ficar cocô. Uma coisa que aprendi é: se você não tem estrutura física para comportar um equipamento de 40.000 reais. não o compre. É dinheiro jogado fora, que poderia ser muito melhor empregado em material para estudo. Mantenha-se no nível em que seu orçamento permite, não compre uma Saffire 24Pro se você não tiver uma sala muito bem tratada e preparada para esse nível e pretender gravar 24 canais simultâneos. O que não quer dizer que você não deva almejar horizontes maiores, mas invista as suadas dilmas em conhecimento em primeiro lugar e em equipo em segundo. Equipo não faz som, ele lapida o seu conhecimento.
1.c - A Gravação propriamente dita
       Precisamos aqui definir um conceito: o que é "HOMESTUDIO"? Para os nossos irmão norteamericanos, é um monte de equipamento master a preço de banana e os caras fazem miséria com isso. Para nós? Uma mísera placa de som profissional ou uma interface de áudio em nível de estúdio custa pelo menos 2 salários mínimos, sem contar os impostos... Situação revoltante? Sim, mas é tirando leite de pedra que se aprende. Alguns conceitos que estão disseminados pela net e que realmente funcionam:
       1.1.c - BITS - Sabem aquela interface Behringer, UCA-não sei o quê? ESQUEÇAM! É um ótimo peso de papel. Porquê? TAXA DE BITS. Os gravadores multipista (ou DAWs, mas esse termo é meio incorreto) trabalham com taxas de bits de 16, 24 e 32 bits. 16 bits é a taxa das placas onboard que a gente conhece, 24 é a taxa das placas profissionais (ainda vou comprar a minha  Roll Eyes), e 32 é a taxa interna de trabalho da maioria dos softwares. Como isso influencia no som? Simples, ao aumentar a taxa de bits o processador trabalha com mais folga, por consequência os efeitos soam muito melhor. E essa plaquinha da Behringer trabalha com 16 bits, o que para os plugins de processamento de áudio atuais é piada, além de atrapalharem o processamento do som. Se você grava em 16 bits, seu trabalho final ficará "velado" em comparação à uma gravação efetuada em 24 bits. Vale mais a pena investir em uma interface ou placa 24 bits, para obter máximo rendimento na gravação. E isso funciona de verdade, eu já vi gravações em Homestudio onde pelo simples fato de ser 24 bits ficou coisa de outro mundo.
       1.2.c - BATERIA ELETRÔNICA OU SAMPLEADA - Existem diversos programas circulando por aí, desde o EZDrummer (que é leve e muito bom) até o BFD (uma monstruosidade de 5 discos de DVD dual layer de instalação, que ocupa mais ou menos uns 30 a 80 GB de espaço em disco e realmente é o top, mas precisa ter PHd na NASA pra usar), mas o fundamental para se trabalhar com elas é saber como funciona o MIDI, como escrever material em MIDI e qual programa utilizar para isso. Todo o trabalho com essas baterias gira em torno do MIDI, que são as instruções para executar os samples do programa (a grosso modo). Procurem saber como funciona e como trabalhar com MIDI antes de saírem baixando todos os softs de bateria virtual (VSTi) que acharem pela frente, pois é complicado trabalhar com isso até que se pegue o jeito da coisa. Mas uma coisa eu digo: com o nível em que se encontram esses softs, eu quase desisto de tocar com banda, porque a bateria é a espinha dorsal do som, e esses softs realmente desempenham, se você souber escrever a bateria (o que é desde saber como funciona uma bateria de verdade até pensar como um baterista e não escrever o MIDI do polvo, onde o baterista parece ter 8 braços) a coisa fica impressionante.
       1.3.c - GRAVADOR MULTIPISTA (DAW) - Aqui o bicho pega: 10 entre 10 pessoas defendem que o soft que elas utilizam é o melhor, e que todos os outros são lixo. É a área que mais tem discussão e bate-boca em fóruns de homestudio, depois da área de simuladores de guitarra e da área dos fãs de Malmsteen. A grosso modo, um gravador multipista é o programa onde você mais vai trabalhar (seria o coração de um projeto de gravação), pois é nele em que você grava as trilhas de guitarra, baixo, voz e etc., trabalha com os samples, dá a cara final pra sua música, mixa, em alguns casos masteriza e por aí vai. Em se tratando de gravação, alguns passos ajudam muito:
        - ESCOLHA UM PROGRAMA E APRENDA O MÁXIMO QUE PUDER SOBRE ELE: é sério. Não adianta nada pular de programa em programa ou usar o ProTools porque ele é o programa da moda. Existem dezenas de softs para gravação, desde o Audacity (free, e limitado na minha opinião) até o todo-poderoso ProTools (se você tiver $$$$ pra pegar o hardware dedicado onde ele roda). Até hoje, eu trabalhei com 4 programas diferentes (Cubase, Sonar, Studio One e REAPER) e optei pelo REAPER, pois ele me traz todos os recursos que eu preciso, e foi o mais confortável de operar que eu encontrei. A regra aqui é: o programa que você domina é o melhor, pois você saberá tirar o máximo do que ele oferece. Tentem romper com o padrão ProTools de excelência, programa bom é aquele em que você arrebenta.
        - APRENDA COMO FUNCIONA UMA GRAVAÇÃO: gravar uma banda completa é muito diferente de gravar uma guia de guitarra para o baterista da banda compor. Tem muita coisa envolvida, você precisa dominar N conceitos para fazer um bom serviço. Novamente eu recomendo o livro do David Gibson, é uma aula sobre gravação (apesar do nome ser "A Arte da Mixagem"). Quanto mais você souber, melhor fica.
        - NÃO TENHA MEDO: essa é a parte mais importante. Muito provavelmente, você vai achar suas primeiras gravações espetaculares. E muito provavelmente também, em 6 meses você vai achar tudo um lixo. Todo aprendizado passa por isso, e o mais importante é não ter medo de errar. Eu mandei uma música para uma comunidade de Homestudio no Orkut avaliar, e eu tinha gravado a guitarra com a minha Zoom GFX-8. O comentário mais repetido foi "cara, muito boa a música, mas grava a guitarra com (insira nome de simulador de guitarra aqui), que vai ficar bem melhor". O grande lance com isso, é que eu baixei todos os que me indicaram, mexi nos ditos até dizer chega, e com isso acabei elegendo o melhor pra trabalhar e onde eu tiro os timbres que mais me agradam hoje. Ou seja, se eu tivesse medo de postar a minha música, talvez hoje eu não soubesse que o Amplitube tem aquele som todo.
E, para finalizar esse overkill, todos nós guitarristas (e baixistas também) temos que ter em mente o seguinte: GRAVAÇÃO PROFISSIONAL SE FAZ EM ESTÚDIO TRATADO, COM GENTE QUE SABE OPERAR A MAQUINARIA TODA, E COM EQUIPAMENTO TOP.
Fora isso? Existem milhares de opções para se explorar, e vale a pena perder um pouco do preconceito digital e experimentar. Lógico que um simulador de JCM800 não fica igual a ele, mas se você não tem um aquário para gravação de guitarra em casa e não quiser experimentar as inúmeras opções que o mundo digital tem a oferecer, realmente você é muito chato e só vai conseguir gravar em estúdio.
Para demonstrar um pouco disso, vou passar um link da última guia que eu fiz aqui em casa, com placa onboard de 16 bits, bateria sequenciada, baixo e guitarra gravados em linha com simuladores de amp:

http://www.4shared.com/mp3/WvKM49lo/01_online.html

Se alguém se interessar, eu detalho o que eu usei aqui. Pra mim, até agora, foi uma das minhas melhores gravações, até alguém vir e me mostrar algo mais master.  E é disso que o universo Homestudio é feito!  Legal!
Um grande abraço a todos, e por favor vamos conversar sobre isso porque de nada vale montar N efeitos se a gente não souber gravá-los, né não?
Registrado

Aprender, aprender e aprender.
felix
Hand MasterMind
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 2.820



« Responder #1 : 20 de Janeiro de 2012, as 00:34:13 »

Muito boa qualidade.

Para gravar sons direto da guitarra para o PC sem Plugins em tempo real, ao melhor estilo rec or stop, com qualidade de som superior e alta bitrate, qual programa você me indica?

Queria um que gravasse em flac e em mp3 a priori.

Compartilhe com a gente seu set e os programas que você usa também.

v l w (moderador, peço que me suspenda do fórum).
Registrado

Peças e componentes para montagem de pedais:
http://www.handmades.com.br/forum/index.php?topic=3251.0
Chris
Handmaker
****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 1.820


Shut Up 'n Play Yer Guitar!


« Responder #2 : 20 de Janeiro de 2012, as 01:29:47 »

 Bravo
gostei muito do texto, a musica aqui na caixinha de som do pc ficou brutal
não parece simulador a não ser a bateria.

ja que você tem bastante conhecimento em gravação
você poderia dar dicas pra quem não tem $$$$ e nem equipamento top
de como gravar samplers de pedais e amps com qualidade aceitavel?

Abraço!
Registrado

Shut Up 'n Play Yer Guitar!
PatraoGuitar
Iniciante
*
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 50



« Responder #3 : 20 de Janeiro de 2012, as 10:30:05 »

Muito boa qualidade.

Para gravar sons direto da guitarra para o PC sem Plugins em tempo real, ao melhor estilo rec or stop, com qualidade de som superior e alta bitrate, qual programa você me indica?

Queria um que gravasse em flac e em mp3 a priori.

Compartilhe com a gente seu set e os programas que você usa também.

v l w (moderador, peço que me suspenda do fórum).

Valeu felixmeirelles, mas ainda tem muito a melhorar. Isso aí é uma guia que eu fiz para a banda, eu mando por email e os demais integrantes vão tocando em cima e acertando as demais partes.
Para gravar, a estrutura mínima que você deve ter é:
  • guitarra com boa qualidade, bem regulada e cordas de qualidade  Grin
  • uma interface ou placa de som de 24bits/96KHz, no mínimo. Na maioria das interfaces, já se tem uma entrada preparada para guitarra, é só espetar. Caso use uma placa de som, é bom comprar um mixer pequeno e um DI, caso não vá gravar mais de 2 canais simultâneos;
  • o gravador multipistas.
Nessa guia, eu usei guitarra plugada no meu mixer de 4 canais da Behringer (sem DI, preciso comprar ou fazer um), mixer plugado na entrada de linha do PC, REAPER para gravar tudo (gravador multipista), Amplitube 3 e simulador do Gallien-Krueger para guitarras e baixo, e EZDrummer com a expansão Metal Machine para a bateria. Para escrever o MIDI da bateria, eu uso o Fruity Loops, que tem as melhores ferramentas para MIDI que eu encontrei.
Agora estou no serviço, quando chegar em casa à noite vou postar mais algumas considerações e algumas imagens sobre o gravador multipista que irão responder (espero!) o que você me perguntou.
Até!

Bravo
gostei muito do texto, a musica aqui na caixinha de som do pc ficou brutal
não parece simulador a não ser a bateria.

ja que você tem bastante conhecimento em gravação
você poderia dar dicas pra quem não tem $$$$ e nem equipamento top
de como gravar samplers de pedais e amps com qualidade aceitavel?

Abraço!

Hehehe valeu Chris, a idéia é bem essa mesmo, brutal! A bateria fica melhor em um aparelho de som legal, as caixinhas do PC não reproduzem os graves direito. Aí fica uma tijolada, tenta ouvir pra ver!
Eu acho que o nível em que estão os softs atuais de simulação para guitarra e baixo não fica muito atrás de uma gravação microfonada não, basta usar direito que fica muito bom.
Sobre samplear pedais e amps, deixa eu ver se eu entendi direito a pergunta: quando a gente fala em samplear, fala em substituir o som gravado por uma amostra pré-gravada. No caso da bateria, isso é simples (inclusive, os VSTis fazem esse serviço mui bem), mas em se tratando de guitarra já complica um pouco. A dinâmica da guitarra é bem mais complexa que a da bateria, eu mesmo nunca vi nada sampleado de guitarra que não soasse eletrônico. Mas, se você diz samplear como simular amplis e pedais, aí sim fica fácil. Existem vários programas bons (Amplitube, Guitar Rig, Revalver MKIII, TH2, Studio Devil... a lista é bem extensa, e a qualidade de todos os que eu testei até hoje é muito boa) pra gravar diretamente em linha, a grande sacada é saber como gravar para chegar no resultado desejado. Por exemplo, nessa guia que eu postei são dois canais (L e R) apenas, tem gente que chega a gravar 8(!) canais de cada lado. Nos dois que eu gravei, um é simulação do Orange Tiny Terror e o outro é simulação do Soldano SLO100. Acerta-se o ganho para não embolar, equalização para definir bem o som, gabinetes diferentes para ter o timbre final, um delay com alguns esquemas no roteamento de canais para "estender" a imagem sonora da guitarra... vai mais de COMO se grava do que COM O QUÊ se grava. Muita coisa gravada de hoje em dia segue esse tipo de pensamento, em vez de usar um único amp e um pedal e chapar de equalização, some diferentes tipos de som até chegar no resultado que você deseja.
Mais a noite eu vou postar mais coisas sobre isso, mas pode partir daqui: para gravar guitarra em linha, o mínimo é a guitarra e a interface, se não tiver $$$ para interface pode-se usar um mixer pequeno de 4 canais, placa onboard, DI e instalar o ASIO4All, que reduz bastante a latência. É o básico, a partir daí vai incrementando.
Até mais!
Registrado

Aprender, aprender e aprender.
Chris
Handmaker
****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 1.820


Shut Up 'n Play Yer Guitar!


« Responder #4 : 20 de Janeiro de 2012, as 14:34:27 »

PatraoGuitar

o sampler que eu me referia é bem mais simples que isso que você disse,
na verdade é somente gravar uma demonstração do som do pedal, amp etc
tipo assim

http://www.youtube.com/watch?v=UKFuwErM2ZA

devo ter usado o "termo errado" ao falar sampler seila  Cheesy

Abraço!
Registrado

Shut Up 'n Play Yer Guitar!
felix
Hand MasterMind
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 2.820



« Responder #5 : 20 de Janeiro de 2012, as 14:56:48 »

Valeu patrão ajudou bastante


PatraoGuitar

o sampler que eu me referia é bem mais simples que isso que você disse,
na verdade é somente gravar uma demonstração do som do pedal, amp etc
tipo assim

http://www.youtube.com/watch?v=UKFuwErM2ZA

devo ter usado o "termo errado" ao falar sampler seila  Cheesy

Abraço!

Hahahaha!!!!

Velho que vídeo mais mentiroso, o DS-1 tá claramente modulado e compressado também, nunca vi um DS-1 soar assim. 55 não gostaram deve ser isso.

Olha esse vídeo http://www.youtube.com/watch?v=jJueoftNScQ&feature=fvwrel muito mais real, você escuta as nuances do pedal.

Acho que com esse REAPER que o patrão passou já dá para gravar de boa.
Registrado

Peças e componentes para montagem de pedais:
http://www.handmades.com.br/forum/index.php?topic=3251.0
dartagnan
Freqüente
**
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 370



« Responder #6 : 20 de Janeiro de 2012, as 15:07:26 »

Situações muito deferentes:

O primeiro foi gravado em linha, diretamente no computador.

E o segundo foi gravado com microfone ambiente.

Por isso a diferença tão grande... o q não impede do áudio do primeiro vídeo ter sido comprimido além do que deveria.

Registrado
felix
Hand MasterMind
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 2.820



« Responder #7 : 20 de Janeiro de 2012, as 17:15:57 »

Situações muito deferentes:

O primeiro foi gravado em linha, diretamente no computador.

E o segundo foi gravado com microfone ambiente.

Por isso a diferença tão grande... o q não impede do áudio do primeiro vídeo ter sido comprimido além do que deveria.



Sim é totalmente diferente os meios de gravação, mas foi só para comparar como não tem nada a ver os timbres, no vídeo 1 parecia a Distortion do Guitar Rig 5.
Registrado

Peças e componentes para montagem de pedais:
http://www.handmades.com.br/forum/index.php?topic=3251.0
Lamer
Handmaker
****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 1.628


« Responder #8 : 20 de Janeiro de 2012, as 21:09:31 »

Creio que, o quê o Chris pediu, é uma sugestão do nosso amigo, PatraoGuitar, para aqueles que querem gravar um sample de seu pedal handmade... mas não tem muito dinheiro, porém necessitam de um bom resultado (próximo do som ao vivo).

Se chegassemos a um concenso sobre gravação de sample seria uma boa... pois poderiamos ter uma ideia mais solida de como seria o timbre do pedal.

Embora que o uso de guitarras diferentes interfiram... no samples... mas já tendo uma solução que mantesse a fidelidade do som do pedal... ja seria de grande ajuda!

Creio que esta é a idéia do Chris!

Abraço
Registrado
nevio
Colaborador
***
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 822



« Responder #9 : 20 de Janeiro de 2012, as 21:28:26 »

Muito bom mesmo PatraoGuitar!! PArabéns!!

É meu sonho gravar uns sons nessa qualidade!! Estava aprendendo a mexer no Reaper só que a porcaria da Latência ta me matando!! Já instalei aquele ASIO e nada!! To estudando aqui pra conseguir, uma hora dá!! HAsuhaush!! Abração!!
Registrado
Chris
Handmaker
****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 1.820


Shut Up 'n Play Yer Guitar!


« Responder #10 : 20 de Janeiro de 2012, as 21:39:46 »

Valeu Lamer
era bem isso o que eu tentei sugerir, mas não fui bem interpretado.
Registrado

Shut Up 'n Play Yer Guitar!
PatraoGuitar
Iniciante
*
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 50



« Responder #11 : 21 de Janeiro de 2012, as 12:08:32 »

Creio que, o quê o Chris pediu, é uma sugestão do nosso amigo, PatraoGuitar, para aqueles que querem gravar um sample de seu pedal handmade... mas não tem muito dinheiro, porém necessitam de um bom resultado (próximo do som ao vivo).

Se chegassemos a um concenso sobre gravação de sample seria uma boa... pois poderiamos ter uma ideia mais solida de como seria o timbre do pedal.

Embora que o uso de guitarras diferentes interfiram... no samples... mas já tendo uma solução que mantesse a fidelidade do som do pedal... ja seria de grande ajuda!

Creio que esta é a idéia do Chris!

Abraço


Agora entendi o sampler hehehehehe, não foi termo errado não, é que "sampler" tem diversas aplicações e finalidades.  Toma na Cabeça
Bom, pedal direto no mixer seria o correto para mostrar o som do pedal, mas fica uma caca, principalmente com distorção. Uma solução seria microfonar o amp e gravar, mas se a sala não for legal vai influenciar no som, além de ser mais caro. Acho que o que seria ideal é usar um Direct Box com simulador de gabinetes:

http://www.youtube.com/watch?v=DqnmRyZ4tsM&feature=related

Acredito que assim vai soar bem, e dá pra ter uma boa idéia do som do pedal. Ficaria assim:
Guitarra - Pedal - Direct Box - Mixer - Line In do PC.
A meu ver é a melhor solução, e se alguém criar um circuito de Direct Box com simulador de gabinetes simples, todo mundo poderia montar e usá-lo para gravação de samples, aí ficava padronizado, embora como o Lamer citou a guitarra e os captadores vão influenciar muito no som.

Muito bom mesmo PatraoGuitar!! PArabéns!!

É meu sonho gravar uns sons nessa qualidade!! Estava aprendendo a mexer no Reaper só que a porcaria da Latência ta me matando!! Já instalei aquele ASIO e nada!! To estudando aqui pra conseguir, uma hora dá!! HAsuhaush!! Abração!!
Valeu! Demorou pra chegar até aí, pode ter certeza. O ASIO4All é um driver para baixar a latência. Você tem que selecioná-lo como dispositivo de áudio no REAPER:
Options - Preferences - Audio - Device, aí em ASIO Driver selecione ASIO4All. Habilite as entradas e saídas da sua placa de som (geralmente é automático, mas pode-se selecionar as que você desejar se preciso, lembrando que a melhor entrada para gravar é a Line In), abra o controle dele no botão ASIO Configuration e selecione o ajuste ideal pra sua placa em ASIO Buffer Size, eu uso em torno de 256 samples e fico com uns 7 milissegundos de latência, já dá pra tocar numa boa.

Depois eu posto o restante que eu prometi, é que hoje é aniversário do meu filho e tá uma correria braba por aqui. Abraço!
Registrado

Aprender, aprender e aprender.
Chris
Handmaker
****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 1.820


Shut Up 'n Play Yer Guitar!


« Responder #12 : 21 de Janeiro de 2012, as 14:07:47 »

Valeu PatraoGuitar  Legal!

simulador de gabinete com saida de baixa impedancia da pra substituir o direct box né
qual o papel do mixer no caso de gravar somente 1 canal?
preamplificar?

Abraço!

Registrado

Shut Up 'n Play Yer Guitar!
Lamer
Handmaker
****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 1.628


« Responder #13 : 21 de Janeiro de 2012, as 14:40:49 »

Pessoal ainda não tive tempo de pesquisar....

Não sei se minha idéia é absurda... se for me corrijam...

Não poderíamos fazer um circuito Direct Box, baseado nos modelos comerciais existentes (como sugerido pelo PatraoGuitar), porém já com um mixer onboard, ou seja, já projetar um circuito completo que atenda a necessidade do pessoal do fórum.

Pelo menos padronizariamos o circuito utilizado para a gravação dos samples, na minha visão seria um ótimo progresso.

Abraço


-----
Pessoal... dei uma pesquisada rápida na internet sobre Direct Box:

Encontrei um tópico do Audiolist onde tem muitas informações sobre o assunto:
http://audiolist.org/forum/viewtopic.php?t=279

No tópico em questão encontrei este material.
http://www.4shared.com/file/39855769/734934cd/d...ox_audiolist.html

Obs: Se porventura o post estiver abordando um assunto que fuja do propósito do tópico, é só falar, que neste caso criamos um tópico para que seja abordado a questão do Direct Box.

Abraço
« Última modificação: 21 de Janeiro de 2012, as 16:43:54 por Lamer » Registrado
rikathu
Iniciante
*
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 157


Now let the song begin...


« Responder #14 : 26 de Janeiro de 2012, as 21:00:23 »

Nossa, ficou super profissional essa tua gravação! E parece até que o baterista tem oito braços mesmo.  Head Banger
Parabéns por esse som cara e valeu pelas dicas e pelos conhecimentos que tu tá compartilhando aí. Realmente mostrou que dá pra fazer um som muito bom fora do estúdio! Do it yourself!  Roqueiro
Registrado
Páginas:  [1] 2 3 ... 5   Ir para o Topo
  Imprimir  
 
Ir para:  


Powered by MySQL Powered by PHP Powered by SMF 1.1.21 | SMF © 2006-2009, Simple Machines

XHTML 1.0 Válido! CSS Válido! Dilber MC Theme by HarzeM
Página criada em 0.097 segundos com 21 procedimentos.
SimplePortal 2.3.3 © 2008-2010, SimplePortal