Handmades</center>
 
*
Bem-vindo, Visitante. Por favor faça o Login ou Registro. 15 de Setembro de 2019, as 23:22:19


Login com nome de usuário, senha e duração da sessão


Páginas:  1 2 [3] 4 5   Ir para o Fundo
  Imprimir  
Autor Tópico: Gravação em Casa  (Lida 18300 vezes)
Djentlemen
Iniciante
*
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 124


« Responder #30 : 22 de Fevereiro de 2012, as 10:35:06 »

Djentlemen

Você ou alguém que tenha essa behringer ucg 102 poderia me dizer qual a relação sinal/ruido na entrada dela?
Estou pensando em adquirir a UCA202 que creio ter funcionamento semelhante porém 2 canais. Por isso a pergunta.

Abraço!

Primeiro explique seu objetivo? pergunto isso, porque sao interfaces diferentes para aplicações diferentes.
A interface UCG102 para ligar o instrumento direto nela. Já a UCA202 vc vai precisar se uma mesa ou um DI antes da interface.
Registrado
Ferro_Velho
Handmaker
****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 1.870



« Responder #31 : 22 de Fevereiro de 2012, as 10:47:52 »

Rikrdo

Seguem as infos disponíveis no manual do Behringer UCG102:

Guitar IN:
Input inpedance  (High)*   250 KOhms  (corrigido)
Input inpedance  (Low)*   400 KOhms  (corrigido)

* Chavinha que tem nele para mudar a impedância de entrada.

Phones OUT:
Output inpedance:      approx. 50 Ohms
Max. output pegel:      -2dBu, 2 x 3.7 mW @ 100 Ohms


USB 1.1
Conector type A


Digital Processing:
Converter      16-bit converter
Sample rate    32.0 / 44.1 / 48 KHz



Uma coisa que aprendi usando a minha UCG102 é que a entrada é de dois canais.
Eu uso sempre um pedal Boss com saida "estéreo" (dois canais, na verdade) antes
da interface, com um cabo Y (dois plugs P10 monos de um lado e um estéreo do outro).
Assim o sinal chega ao software que uso (Amplitube, GuitarRig, etc.) em dois canais.
Muito útil para usar as opções de dois amps destes softwares.
E tambem muito mais agradavel aos ouvidos quando se usa headphones.

Quanto a sugestão de padronizarmos os samples que gravamos para apreciação de pedais e/ou
guitarras/captadores, etc.
Eu acho que o melhor seria usar (ao menos em uma parte da gravação) um dos presets destes
softwares que quase todos nos temos como o GuitarRig, assim uma pessoa poderia em casa plugar a
sua própria guitarra ou pedal e usar o mesmo preset e comparar com o sample postado.
Poderia ser apenas o control room do GuitarRig, ou os cabinets...

Abraço.
« Última modificação: 22 de Fevereiro de 2012, as 19:19:00 por Ferro_Velho » Registrado

“He who controls the spice, controls the universe.”  Dune
villain
Visitante
« Responder #32 : 22 de Fevereiro de 2012, as 11:58:22 »

Uma coisa que aprendi usando a minha UCG102 é que a entrada é de dois canais.
Eu uso sempre um pedal Boss com saida "estéreo" (dois canais, na verdade) antes
da interface, com um cabo Y (dois plugs P10 monos de um lado e um estéreo do outro).
Assim o sinal chega ao software que uso (Amplitube, GuitarRig, etc.) em dois canais.
Muito útil para usar as opções de dois amps destes softwares.
E tambem muito mais agradavel aos ouvidos quando se usa headphones.
Pra isso você pode simplesmente ligar a guitarra em mono e configurar o guitar rig pra usar a mesma entrada nos dois canais, mantendo a possibilidade de dois amps em saídas distintas e ainda evitando o cabo extra e o buffer do pedal.
Registrado
Rikrdo
Freqüente
**
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 427



« Responder #33 : 22 de Fevereiro de 2012, as 12:05:54 »

Djentlemen

Digamos que eu quero uma placa que grave 2 canais com relação sinal ruído entre -80db e -100db. A idéia é fazer umas "demos" da minha banda.
Quanto a plugar o instrumento direto ou não, não é problema pois tenho mesa de som e preamps para amplificar o sinal e "casar impedâncias".

Ferro_Velho

Muito obrigado pelas informações mas ainda não é isso que eu quero saber.
Já que você tem o aparelho em mãos se possivel faça um teste ai pra mim que creio que resolverá minha questão. Abra um programa de gravação qualquer tipo Sonar, Sound Forge, Adobe Audition, selecione a placa de som em questão para gravar e mande gravar com um cabo conectado a ela somente. Veja quanto marca no VU do programa. -70, -80, -90, -100db? Se oscila, varia entre que valores...

Desde já agradeço a atenção.

Abraço!
« Última modificação: 22 de Fevereiro de 2012, as 13:10:36 por Rikrdo » Registrado

RikrdoF
Alex Frias
DIY Freak
******
Offline Offline

Mensagens: 7.641


Flanelinhas, cuidado!!!


« Responder #34 : 22 de Fevereiro de 2012, as 13:16:29 »

A relação sinal/ruído não é maravilhosa, mas boa. porém a UCA202 só tem entrada de baixa impedância, não de alta como a UCG102 (com G de Guitar!). Eu tenho uma UCA222 e acho boazinha, mas vai precisar de um preamp!
Registrado

"TicoTicoCá, TicoTicoLá..."
Pagão e feliz!!
Rikrdo
Freqüente
**
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 427



« Responder #35 : 22 de Fevereiro de 2012, as 13:22:20 »

Alex Frias
A que você tem dá quantos -db sem nada conectado?

Abraço!
« Última modificação: 22 de Fevereiro de 2012, as 13:23:55 por Rikrdo » Registrado

RikrdoF
Alex Frias
DIY Freak
******
Offline Offline

Mensagens: 7.641


Flanelinhas, cuidado!!!


« Responder #36 : 22 de Fevereiro de 2012, as 13:25:17 »

Não tenho a menor idéia...rs. Isso que você quer saber seria o noise floor?

Leia o artigo aí. ó:

http://nwavguy.blogspot.com/2011/02/behringer-uca202-review.html

Muito bom!

-----
Se você já tem um mixer bonzinho, pode usar a menina que está valendo, vai conseguir uma relação sinal ruído bem aceitável!

-----
Ferro Velho,

Você quis dizer 250 e 400 Kilo Ohms...
« Última modificação: 22 de Fevereiro de 2012, as 13:39:54 por Alex Frias » Registrado

"TicoTicoCá, TicoTicoLá..."
Pagão e feliz!!
Rikrdo
Freqüente
**
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 427



« Responder #37 : 22 de Fevereiro de 2012, as 17:48:06 »

Alex Frias

No artigo não encontrei a informação que queria, só encontrei o SNR do LineOut e eu quero o dos LineIn. Se você puder me ajudar nisso eu agradeço. É simples, se puder, faça o seguinte:
Abra um programa de gravação qualquer tipo Sonar, Sound Forge, Adobe Audition, selecione a placa de som em questão para gravar e mande gravar com um cabo conectado a ela somente. Veja quanto marca no VU do programa. -70, -80, -90, -100db? Se oscila, varia entre que valores...
Só isso...

Desde já agradeço a atenção.

Abraço!
Registrado

RikrdoF
Ferro_Velho
Handmaker
****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 1.870



« Responder #38 : 22 de Fevereiro de 2012, as 19:07:15 »

Villain

Eu ligo das duas maneiras, mono puro e "estéro" (dois canais) e é diferente, com dois canais o som "abre" no headphone. Digamos que é como um pseudo estéreo.
Normalmente eu uso o reverb (RV-5), mas o flanger (BF-3) tambem é ótimo para isso.
Completando, eu uso os efeitos sempre no mínimo do mínimo, só pra dar um toquinho.  Mas o recurso de ligar nos dois canais faz diferença, se você puder testar assim, verá.
Lembrando mais uma vêz: Headphones.


Rikrdo

O que eu postei são as únicas informações no manual dele, infelismente.
Quanto ao teste, não posso te ajudar agora pois me mudei recentemente pra Paraíba (antes morava em Recife-PE) e estou usando um PC que não é meu (ainda, ha ha ha) é da minha
mãe e os meu CDs e DVDs ainda estão em Pernambuco, nesta máquina não tenho instalado nenhum dos softwares que você citou, sorry  Sad


Alex Frias
Sim, você esta certo. É KOhms mesmo, desculpem me todos.
Na hora de escrever eu me preocupei mais em escrever "por extenso" o Ohms ( o caracter não tem no teclado) e esqueci do K.


Gostaria de acrescentar que quem necessitar de uma interface USB/ASIO boa (não chega a ser ótima, mas pelo preço é decente) pode ir de Behringer UCG102.
A única coisa Behringer que eu comprei e não me arrependi.  Agora eu não compro mais nem jujuba desta marca.


Abraços.


PS.: Uma maneira tupiniquim/tabajara/guarani que eu uso para tocar sem incomodar ninguem e quando estou longe do PC é assim:

       Guitarra -> GT2 -> Boss RV-5 => Amp retirado de uma caixinha de PC com saida pra headphones => Headphones.

       Com o Boss RV-5 e o tal cabo Y (que esta representado aqui em vermelho) consigo "abrir" pros dois canais do amp de caixinha e usar o headphone.
       As vêzes, uso um outro pré, tipo o JCM 800 valvulado layout GAK/Andy Garcia, antes do GT2, que fica na simulação Fender, como canal limpo e, claro,
       simulando o gabinete.

 
« Última modificação: 22 de Fevereiro de 2012, as 19:37:39 por Ferro_Velho » Registrado

“He who controls the spice, controls the universe.”  Dune
Alex Frias
DIY Freak
******
Offline Offline

Mensagens: 7.641


Flanelinhas, cuidado!!!


« Responder #39 : 22 de Fevereiro de 2012, as 20:11:59 »

Medindo no Sound Forge dá algo oscilando entre -87 e -95 dB's. Nada mau, heim?

No iPad eu uso duas interfaces basicamente: uma TASCAM US-800 e uma Line6 Mobile In.

A US-800 me permite gravar 8 pistas ao mesmo tempo no App DAW. Breve espero usar o novo AURIA, coisa de louco!

O Mobile In vai para aplicações de guitarra direto (o que ainda não é muito do meu gosto, anyway...) como POD Mobile e Garage Band. No papel essa interface diz apresentar 100 dB de S/N ratio, pode ser, mas desconfio de unidades que usam a alimentação do próprio iPad...

Não sou contra mics USB, mas certamente não são de longe as melhores coisa, apesar de quebrarem um galhão!
Registrado

"TicoTicoCá, TicoTicoLá..."
Pagão e feliz!!
Rikrdo
Freqüente
**
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 427



« Responder #40 : 22 de Fevereiro de 2012, as 21:19:55 »

Ferro_Velho

O que vale é a intenção amigo, muito obrigado.

Alex Frias

Era isso que queria saber! Esse SNR está excelente para uma placa desse valor. Ultimamente tenho gravado em 2 canais, mas com a placa onboard do notebook que me dá -66dB. Utilizei uma vez uma placa USB Alesis que me dava em torno de -80dB e já dava bastante folga para se trabalhar na mixagem. Pelo seu teste creio que essa behringer vai me trazer melhores resultados.

Muito Obrigado pelo esclarecimento.

Abraço!
Registrado

RikrdoF
Alex Frias
DIY Freak
******
Offline Offline

Mensagens: 7.641


Flanelinhas, cuidado!!!


« Responder #41 : 22 de Fevereiro de 2012, as 21:28:58 »

A relação sinal/ruído é deveras importante, mas o tipo de conversão A/D é o cerne da questão do timbre grvado. Também o tipo de amplificação analógica vai se intrometer no que vai ser grvao. Não é à toa que os Apogees da vida fazem a diferença. Para a nossa sorte esse gap está cada vez menor!
Registrado

"TicoTicoCá, TicoTicoLá..."
Pagão e feliz!!
PatraoGuitar
Iniciante
*
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 50



« Responder #42 : 24 de Fevereiro de 2012, as 11:19:38 »

Opa, tudo bem? Desculpem o tempo sem responder, o meu PC pifou e todo o meu material de estudo (inclusive um apanhado que estou compilando aqui pro pessoal) está no meu HD SATA, o qual encontra-se desligado pelo fato de que a minha máquina de reserva é jurássica e não tem SATA.
Tirando isso tá tudo OK...  Batendo Cabeça  Bufando

Sobre o assunto mono e estéreo, até onde estudei, guitarra a gente ouve em estéreo (no caso de usar um amplificador de fone para estudar, p. ex.) e grava em mono. Isso é regra, porquê? A saída da guitarra é mono, então o sinal vai ser mono. O estéreo desses efeitos não é bem um estéreo, mas uma simulação. O estéreo se obtém com 2 canais gravados em mono e paneados um para cada lado. O que gera a sensação de estéreo real nesse caso são as diferenças de uma gravação para a outra, diferente de gravar um take, copiar/colar e panear. Se puderem façam o teste, vão ver que a sensação sonora muda de um para o outro. Um truque muito usado para isso é rotear a saída de um Delay com algo entre 20 e 30ms para uma trilha nova, panear para um lado e deixar a gravação original paneada para o outro. Dá uma sensação estéreo muito boa, fica bem próximo do gravar duas trilhas. Foi o que eu fiz na música que está no começo do tópico. Mas o estéreo mesmo, só gravando 2 takes e paneando um pra cada lado.

Logo mais eu vou pegar um PC novo, aí vou terminar de compilar o material que falei e posto aqui pra vocês. Vale a pena ler tudo, dá pra aprender muita coisa.

Até mais!
Registrado

Aprender, aprender e aprender.
Alex Frias
DIY Freak
******
Offline Offline

Mensagens: 7.641


Flanelinhas, cuidado!!!


« Responder #43 : 24 de Fevereiro de 2012, as 11:35:58 »

Estéreo real é um assunto profundo e complexo, já discutimos um pouco sobre isso aqui no fórum. Essa sua proposta continua no campo da simulação de exploração da mossa capacidade de percepção binaural, mas é um bom e velho truque ainda muito usado pra acrescentar profundidade e cor à gravação.
Registrado

"TicoTicoCá, TicoTicoLá..."
Pagão e feliz!!
Roberto Alves
Hand MasterMind
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 2.696



« Responder #44 : 24 de Fevereiro de 2012, as 12:34:32 »

Mas a dica do Patrãoguitar é muito boa e outra coisa que eu faço, na hora da preguiça de fazer outra gravação, é copiar a mesma trilha, dar esse atraso e deixar uma mais abafada que a outra ou aplicar um chorus bem de level.
Já dá uma boa mexida pra um 'estéreo' legal e jogo uma mais para cada canal.



Registrado

Eclético mas com parcimônia!!!
Páginas:  1 2 [3] 4 5   Ir para o Topo
  Imprimir  
 
Ir para:  


Powered by MySQL Powered by PHP Powered by SMF 1.1.21 | SMF © 2006-2009, Simple Machines

XHTML 1.0 Válido! CSS Válido! Dilber MC Theme by HarzeM
Página criada em 0.103 segundos com 21 procedimentos.
SimplePortal 2.3.3 © 2008-2010, SimplePortal