Handmades</center>
 
*
Bem-vindo, Visitante. Por favor faça o Login ou Registro. 16 de Abril de 2021, as 05:48:03


Login com nome de usuário, senha e duração da sessão


Páginas:  1 2 [3] 4 5 ... 12   Ir para o Fundo
  Imprimir  
Autor Tópico: Restauro de um Tremendão SL - O que fazer?  (Lida 5474 vezes)
Matec
Administrator
Hand MasterMind
*****
Offline Offline

Mensagens: 2.712

Obrigado
-Dado: 152
-Recebido: 687



« Responder #30 : 06 de Fevereiro de 2021, as 23:54:55 »


Acho que entendi.
No caso, o fio preto que sai do p3 da V2 vai ser ligado ao terra através do resistor e do capacitor.

E, se eu entendi bem, esse fio preto poderia sair tanto do p3 da V1 quanto da V2.

Exato! 2 pontos ligados por um fio, em Eletrônica, equivalem à um ponto só.
Registrado
Pedro Augusto
Iniciante
*
Online Online

Mensagens: 134

Obrigado
-Dado: 31
-Recebido: 8



« Responder #31 : 07 de Fevereiro de 2021, as 10:38:29 »

Ao ver esse monte de fios soltos e seu medo de causar algum acidente ou curto-circuito, aqui vai minha dica para testar e medir os enrolamentos dos transformadores.  Compre uma barra de conectores Sindal (existem de vários tamanhos e para bitolas diversas de fios) em qualquer loja de material elétrico. E são baratos.
Prenda os fios no conector e assim você evita que a parte descascada dos fios encostem uns nos outros e em você. E você pode realizar as medições colocando as pontas de prova por cima do parafusos também, sem precisar tocar com os dedos em nada além da parte isolado do cabo de prova.
Ótima dica, xformer. Vai deixar o processo bem mais seguro.
Aproveitarei e comprarei também espaguetes termo retrátil para cobrir os fios que têm cobertura de pano(?).

Citar
Comprar um substituto novo é melhor que mandar ajeitar?

Para mim, certamente foi. Moro no interior e na minha cidade não se acha ninguém para fazer esse tipo de serviço. Se você tiver fácil acesso a prestadores desse tipo de serviço, pode ser interessante. Mas a dona prudência mandou eu falar para você ficar quietinho em casa, tem um vírus louco lá fora...
Pois é, Silvio, tenho ficado quietinho em casa e acho que quem pode deve fazer o mesmo.
Mas quando eu sair para comprar os componentes do circuito, aproveito e já deixo o transformador.


-----

Spoiler (clique para mostrar ou esconder)

Achei que o print da tela ficaria melhor... segue o PDF para baixar.

Não estou conseguindo identificar, pois a primeira listra está muito apagada, mas acredito que é um resistor de 1K5 que liga o pino 1 ao 5 em cada 6L6GC.
Acabei de identificar no esquemático, é mesmo de 1K5.
« Última modificação: 10 de Fevereiro de 2021, as 09:47:48 por Pedro Augusto » Registrado
Pedro Augusto
Iniciante
*
Online Online

Mensagens: 134

Obrigado
-Dado: 31
-Recebido: 8



« Responder #32 : 10 de Fevereiro de 2021, as 11:00:12 »

Pessoal, deixe-me fazer mais umas perguntas de iniciante.

Nos prés dos canais Normal e Reverb há uma chave de Brilho. Se eu entendi bem, a chave de brilho nada mais faz que deixar parte do sinal que vem do controle de tonalidade passar por esse capacitor de 150pF (marcado em vermelho no esquema abaixo), indo ao pino 2 (grade) da válvula.
Esse é um capacitor de acoplamento, que deixa passar a corrente alternada e bloqueia a contínua?

Pelo que li, os capacitores também acabam filtrando frequências mais baixas.
Sei que o capacitor armazena energia até seu limite e a libera sempre que a tensão (também a corrente?) fica "menor" depois dele.

Mas, além disso, o que ele faz exatamente com o sinal que passa por ele e vai para a válvula? Aumenta a corrente e/ou a tensão?
Fiquei imaginando que ele talvez continue mandando para a válvula um sinal positivo quando o sinal do áudio que chega nele está negativo, mas aí pensei que isso pudesse cancelar o sinal, mas não é o que não ocorre. Fiquei perdido.

Spoiler (clique para mostrar ou esconder)
Registrado
xformer
Administrator
DIY Freak
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 5.803

Obrigado
-Dado: 53
-Recebido: 1793


e^(i x pi)+1=0


WWW
« Responder #33 : 10 de Fevereiro de 2021, as 14:16:35 »

Esse é um capacitor de acoplamento, que deixa passar a corrente alternada e bloqueia a contínua?

Não, nesse ponto em tese não há componente contínua (DC) do sinal porque os três capacitores do tone stack já bloquearam a parte DC.

Citar
Mas, além disso, o que ele faz exatamente com o sinal que passa por ele e vai para a válvula? Aumenta a corrente e/ou a tensão?
Fiquei imaginando que ele talvez continue mandando para a válvula um sinal positivo quando o sinal do áudio que chega nele está negativo, mas aí pensei que isso pudesse cancelar o sinal, mas não é o que não ocorre. Fiquei perdido.

O capacitor funciona como se fosse uma "resistência" aos sinais alternados, cujo valor depende da frequência do sinal. Essa "resistência" a um sinal alternado leva o nome de reatância capacitiva e é calculada pela fórmula:
Xc =  1 / ( 2 x pi x frequência x capacitância)

Por essa fórmula pode-se perceber que quanto maior a frequência do sinal, menor é a reatância capacitiva. Da mesma forma, quanto maior a capacitância (em farads), menor será a reatância capacitiva.
Veja os valores de reatância capacitiva para o capacitor de 150 pF em relação a cada frequência:


Entendido isso e voltando ao seu circuito, veja que o capacitor de brilho está ligado ao potenciômetro de volume. Esqueça o capacitor (chave aberta) e vamos analisar o que o potenciômetro faz com o sinal que vem do tone stack. Se o cursor estiver todo para cima, então toda amplitude do sinal de tensão alternado (em todas as frequências) será aplicada à grade da válvula seguinte. Se o cursor estiver na metade, então haverá 500 kohms na parte de cima e 500 kohms na parte de baixo. Isso divide o sinal alternado (só tem alternado) pela metade e isso que será entregue à grade da válvula para ser amplificado. Se o cursor estiver quase todo para baixo (digamos a 100 kohms), então somente 10% da amplitude do sinal alternado (em todas as frequências) será entregue para a grade. Ou seja o potenciômetro funciona como um divisor de tensão variável (para todas as frequências ele funciona igual) que depende da posição em que o cursor dele estiver o que altera a razão (proporção entre as duas partes do potenciômetro e em relação ao valor total)

Quando você fecha a chave de brilho, você coloca o capacitor de 150 pF em paralelo com a parte de cima do potenciômetro. Quando você liga duas coisas em paralelo sejam eles só resistores (formando outra resistência) ou resistor e capacitor (formando uma impedância), a tendência é que o valor seja menor e portanto altera a proporção das partes do divisor de tensão. Ocorre que para sinais de baixa frequência, o capacitor apresenta alta reatância, o que não influencia muito na razão do divisor de tensão). Mas para  sinais de frequência maiores, a reatância do capacitor diminui, fazendo que com a razão do divisor de tensão seja diferente do funcionamento sem o capacitor.  Isso faz com que os sinais mais agudos sejam menos divididos (atenuados) pelo conjunto potenciômetro + capacitor do que os sinais mais graves, de forma que isso forma um filtro passa-altas, privilegiando os sinais agudos no caminho para a válvula seguinte.
Por exemplo, se você deixar o cursor bem na metade (500 kohms e 500 kohms), ele vai atenuar um sinal de 100 Hz em 50% (divide por 2), mas um sinal de 5000 Hz vai perder somente 17%  e ficar com 83% de sua amplitude original antes do potenciômetro.
Registrado

O que se escreve com "facilidade" costuma ser lido com dificuldade pelos outros. Se quiser ajuda em alguma coisa, escreva com cuidado e clareza. Releia sua mensagem postada e corrija os erros.
Pedro Augusto
Iniciante
*
Online Online

Mensagens: 134

Obrigado
-Dado: 31
-Recebido: 8



« Responder #34 : 10 de Fevereiro de 2021, as 15:55:39 »

Com uma explicação dessa fica difícil não entender.
Muito obrigado, xformer!
Registrado
Pedro Augusto
Iniciante
*
Online Online

Mensagens: 134

Obrigado
-Dado: 31
-Recebido: 8



« Responder #35 : 12 de Fevereiro de 2021, as 14:23:28 »

Fiz cotação na Mult Comercial e me enviaram uma lista com os valores e marcas de capacitores e resistores.
Como não sei quais marcas são boas ou ruins, nem se os capacitores devem ser radiais, cerâmicos ou axiais, além da tensão suportada etc., peço ajuda para saber se os componentes se adequam ao projeto e se posso confiar nas respectivas marcas.
Spoiler (clique para mostrar ou esconder)



Uma informação que o esquema não dá é com relação à dissipação desses resistores. Os da fonte e do filtro de são bem grandões no original, e os daquela placa central são menores. Hoje em dia eles ficaram menores, mas também gostaria de saber dos colegas qual a indicação deles para a dissipação desses resistores.

Em relação aos resistores, pedi todos com capacidade de dissipação de 1 W, mas acabei lembrando dessa mensagem do Silvio alertando que os da fonte e do filtro devem ter capacidade maior, porém não há indicação no esquema.

Seriam apenas esses resistores abaixo, certo? Qual deve ser a capacidade mínima de dissipação deles?
Spoiler (clique para mostrar ou esconder)



Aproveito para perguntar, também, sobre os diodos retificadores, qual seria a indicação? 1n4007? Seria melhor comprar uma ponte retificadora no lugar dos 4 que estão juntos ao standby no esquema?



Nessa imagem acima, que coloquei de parte do esquema, aparecem 3 capacitores de 22uF/500V e 2 capacitores de 100uF/250V que, se eu não estiver enganado, são os maiores de todo o circuito. O que me intriga é que o amplificador estava com 4 capacitores grandes (e não 5) que ficam por fora do chassi, e com valores diferentes dos colocados no esquema. Inclusive só há 4 furos dedicados a esses capacitores no chassi. Os pretos são de 47uF/500V e os laranjas são de 50uF/350V.
Spoiler (clique para mostrar ou esconder)
Registrado
raphaelCoelho
Freqüente
**
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 421

Obrigado
-Dado: 162
-Recebido: 87



« Responder #36 : 12 de Fevereiro de 2021, as 15:39:12 »

1 - Achei a tensão de trabalho dos capacitores muito baixa, sugiro que tu pegue os capacitores de poliester e de cerâmica para 500V ou mais (600V é bem comum, e não são caros).
Quanto aos capacitores da fonte, os dois de 100uF são comuns e radiais, os de 22uF são F&T e axiais, são otimos, porém muito caros.
Aqui mesmo no site tem alguns exemplos de fontes já adaptadas para capacitores radiais comuns, com layout e tudo. Provavelmente tu vai ter que colocar essa fonte em uma placa.

2 - Resistores da fonte, na parte da tensão negativa do bias, podes usar 1W. Os resistores da fonte de equalização dos capacitores de 100uF, podes usar 2W. Para os outros resistores que fazem o "drop" de tensão, pode usar 3W.

3 - Provavelmente estes capacitores da última imagem já foram trocados. Pode ser que algum dos originais fosse duplo.

Dá uma olhada neste tópico:
http://www.handmades.com.br/forum/index.php?topic=11459.0


-----
Tava procurando um outro tópico que vi uns tempos atrás mas não achei. Eu tenho uma fonte dessas, fiz um layout enxuto. Se quiseres, me manda uma mensagem que te mando todos os dados que ainda tiver e fotos.
« Última modificação: 12 de Fevereiro de 2021, as 16:22:51 por raphaelCoelho » Registrado

Grande abraço, Raphael!
xformer
Administrator
DIY Freak
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 5.803

Obrigado
-Dado: 53
-Recebido: 1793


e^(i x pi)+1=0


WWW
« Responder #37 : 12 de Fevereiro de 2021, as 18:22:36 »

Meu pitaco:

Recentemente o Matec em outro tópico, recomendou uma alteração na fonte, que consiste em remover a ligação do center tap (tomada central) do secundário de alta tensão ao meio dos dois capacitores principais do filtro, para evitar que o capacitor de cima continue energizado mesmo com a chave de stand-by aberta. Além disso, troque a chave simples (SPST) de stand-by por uma dupla (DPST - dois pólos uma posição ou DPDT, o que achar) e coloque-a entre o secundário e a ponte retificadora, como abaixo: 



Para os diodos da ponte, tente achar os UF4007 (UF = ultra fast), que são mais rápidos que os 1N4007 e geram menos ruído.

Se fizer citação desta mensagem, retire a imagem de dentro da citação.
Registrado

O que se escreve com "facilidade" costuma ser lido com dificuldade pelos outros. Se quiser ajuda em alguma coisa, escreva com cuidado e clareza. Releia sua mensagem postada e corrija os erros.
Matec
Administrator
Hand MasterMind
*****
Offline Offline

Mensagens: 2.712

Obrigado
-Dado: 152
-Recebido: 687



« Responder #38 : 12 de Fevereiro de 2021, as 19:52:56 »

Para o pré, pode seguir essas listas...
Capacitores:



Resistores:



 Legal!
« Última modificação: 12 de Fevereiro de 2021, as 20:33:07 por Matec » Registrado
Pedro Augusto
Iniciante
*
Online Online

Mensagens: 134

Obrigado
-Dado: 31
-Recebido: 8



« Responder #39 : 17 de Fevereiro de 2021, as 22:05:10 »

Hoje comprei alguns componentes para a restauração, aproveitei o mesmo frete e pedi alguns para montar alguns projetos, ou vice-versa.

Finalmente testei os transformadores.
Antes de ligar os fios do secundário nas pontas do multímetro, testei cada transformador com a lâmpada ligada em série.
Depois parti para o teste dos fios do secundário.

Spoiler (clique para mostrar ou esconder)



Sobre a placa de componentes, o que aconselham?
Ponte de terminais, placa de turrets ou reaproveito a placa dele?
« Última modificação: 17 de Fevereiro de 2021, as 22:15:41 por Pedro Augusto » Registrado
Matec
Administrator
Hand MasterMind
*****
Offline Offline

Mensagens: 2.712

Obrigado
-Dado: 152
-Recebido: 687



« Responder #40 : 17 de Fevereiro de 2021, as 22:26:27 »

Citar
Finalmente testei os transformadores.
Antes de ligar os fios do secundário nas pontas do multímetro, testei cada transformador com a lâmpada ligada em série.
Depois parti para o teste dos fios do secundário.

Lâmpada de quantos Watts?

Se você vai testar tensões mais baixas, use uma escala compatível do multímetro. No caso a de 200vac.

Citar
Sobre a placa de componentes, o que aconselham?
Ponte de terminais, placa de turrets ou reaproveito a placa dele?

Restauração é a palavra do momento. Depois de limpa e seca, um verniz deixa ela vistosa e à prova de umidade.

 Smiley

Registrado
Pedro Augusto
Iniciante
*
Online Online

Mensagens: 134

Obrigado
-Dado: 31
-Recebido: 8



« Responder #41 : 17 de Fevereiro de 2021, as 22:44:07 »

Lâmpada de quantos Watts?

15W

Se você vai testar tensões mais baixas, use uma escala compatível do multímetro. No caso a de 200vac.

Como havia uma das ligações que teria uma tensão maior, fiquei com medo.
Depois perdi o medo, mas não fotografei.

Restauração é a palavra do momento. Depois de limpa e seca, um verniz deixa ela vistosa e à prova de umidade.

 Legal!
Registrado
raphaelCoelho
Freqüente
**
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 421

Obrigado
-Dado: 162
-Recebido: 87



« Responder #42 : 18 de Fevereiro de 2021, as 03:02:47 »

Pedro, troca a bateria do multimetro. Multimetro com bateria fraca acaba sempre em erro de medidas!
Registrado

Grande abraço, Raphael!
Pedro Augusto
Iniciante
*
Online Online

Mensagens: 134

Obrigado
-Dado: 31
-Recebido: 8



« Responder #43 : 18 de Fevereiro de 2021, as 20:26:11 »

Esse também vai pra restauração ou é melhor trocar?


Por enquanto vou tirando o miojo da placa.



« Última modificação: 18 de Fevereiro de 2021, as 22:01:03 por Pedro Augusto » Registrado
Matec
Administrator
Hand MasterMind
*****
Offline Offline

Mensagens: 2.712

Obrigado
-Dado: 152
-Recebido: 687



« Responder #44 : 18 de Fevereiro de 2021, as 22:56:51 »

O Transformador deve estar bom, senão a lampadinha de 15w estaria 100% acesa. Mas se você tiver uma lâmpada um pouco mais forte, pra esse caso pode ser útil.

Sim, sem esse mojo.

Muito bom limpar a placa.

Você vai lembrar onde vão todos os componentes? Não jogue fora o sistema do Trêmulo...

 Legal!
Registrado
Páginas:  1 2 [3] 4 5 ... 12   Ir para o Topo
  Imprimir  
 
Ir para:  


Powered by MySQL Powered by PHP Powered by SMF 1.1.21 | SMF © 2006-2009, Simple Machines

XHTML 1.0 Válido! CSS Válido! Dilber MC Theme by HarzeM
Página criada em 0.061 segundos com 22 procedimentos.
SimplePortal 2.3.3 © 2008-2010, SimplePortal