Handmades</center>
 
*
Bem-vindo, Visitante. Por favor faça o Login ou Registro. 09 de Dezembro de 2019, as 07:42:48


Login com nome de usuário, senha e duração da sessão


Páginas:  [1] 2 3 ... 12   Ir para o Fundo
  Imprimir  
Autor Tópico: HTM1-3 Diário de Montagem (O JTM1 Handmades)  (Lida 72474 vezes)
Matec
Administrator
Hand MasterMind
*****
Offline Offline

Mensagens: 2.237



« : 21 de Outubro de 2013, as 23:09:34 »

Esta é na verdade minha primeira montagem aqui no Handmades. Grin

Este esquema é mais uma “interpretação” que eu fiz das fotos e vídeo da Net para descobrir o Esquema do JCM1 (JCM1 ??!).  Huh?
Mas para o meu azar existem detalhes que não são mostrados. Ainda não tenho esse esquema.
Porém o trabalho não foi perdido, as placas dos modelos  Marshall JCM1 e JTM1 são as mesmas, e este modelo é um pouco mais simples, de modo que o esquema funcional é basicamente este.

Vejam bem! Ainda não é um esquema 100% verificado.

Porém para minhas expectativas está totalmente viável.

As dúvidas que tenho são capa alguns capacitores de poucos na faixa dos pF  como C19, ou então o valor de C24 que não está muito longe do apresentado. Não tenho o valor correto porque não pude ler esses valores.

Algumas partes do circuito foram comparadas com outros para completar as lacunas.
(Existe também a descrição vaga do circuito feita pelo projetista).
O transformador de saída foi testado, (Veja o tópico http://www.handmades.com.br/forum/index.php?topic=5040.0, nas últimas páginas), e é satisfatório, para este ampli e outros já consagrados. O cálculo de impedância primária foi obtido graças a vários amigos aqui do fórum.
Todas as referências de componentes estão de acordo com a pcb original..

Terá diferenças para com esquema o original? Não tenho dúvidas. Poucas, mas deve haver. Embarrassed
Inclusive é por isso que estou viabilizando em primeira mão aqui no Handmades.

Caso alguém já tenha visto a PCB, ou saiba  de algum componente que esteja fora de lugar ou com valores diferentes, poste aqui. Please!
 

Ou mande um e-mail para matec200@gmail.com com o título JTM1 SCHEMATIC.

Eu realmente acho os amplis de 1W /0,1W um ótimo nicho para os Handmakers suprirem os guitarristas de fim da noite, que chegam em casa (ou apto) e querem tocar com “aquele” drive de saída valvulada sem ser multado pelo PSIU!.

Assim que sejam sanadas algumas dúvidas, eu parto para a montagem em si. Já está tudo na agulha. Um detalhe; na minha montagem o controle de tom terá as três faixas de frequência... Tongue

Agora Já sabem, FUNCIONAMENTO TESTADO Com o tempo, se houver alguma alteração no esquema eletrônico, o arquivo será atualizado.

Aqui está o danado: o esquema do JTM1 REV1.0 (este primeiro esquema contém erros, o correto é o da figura abaixo)




Esta revisão do JTM1 de 28/08/2014, agora checada e comparada a um amp original. Tenho 99% do circuito conferido (não puderam checar os specs do OT)   Wink


Não Há Dúvidas que este é o JTM1 SCHEMATIC!




(Se quiser ver a imagem em tamanho real abra o link acima em nova guia)

Atualização/correção "R31" em 02/07/2015   Undecided




(Se quiser ver a imagem em tamanho real abra o link acima em nova guia)


Enjoy! Head Banger
« Última modificação: 14 de Janeiro de 2016, as 19:42:53 por Matec » Registrado
Marcel.
Handmaker
****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 1.309


Fucking doin' by myself!


« Responder #1 : 22 de Outubro de 2013, as 00:33:29 »

Que coisa liindaa!
Vou dar uma estudada nesse circuito! Não andei acompanhando muito o tópico anterior, do Ferro Velho, mas vou tentar pegar o fio da meada.

Parabéns!

E obrigado pelo contribuição!
Registrado
xformer
Administrator
DIY Freak
*****
Online Online

Sexo: Masculino
Mensagens: 5.317


e^(i x pi)+1=0


WWW
« Responder #2 : 22 de Outubro de 2013, as 19:17:17 »

Comentários:

- Acho estranho a rede formada por R33 e C25 estar em paralelo com o resistor e capacitor de catodo do triodo de entrada.  Para DC, C25 funciona como circuito aberta e então não tem efeito na polarização. Para AC, C24 curto circuita, tirando R33 e C25 da jogada.  Deve ter outra ligação para eles.

- Deveria ter um capacitor de desacoplamento em paralelo com o resistor no catodo dos triodos de saída, senão vai ter uma perda muito grande de ganho.

- Considerando que a fonte DC deve ficar perto dos 250Vdc, com um resistor de catodo de 470 ohms nos triodos de saída, a polarização deles vai ficar alta demais (pouco negativa), o que vai deixar a corrente de repouso bem alta e mais pra classe A do que para AB.  Talvez não seja 470 mas 4700 ohms.

- Como você descobriu a impedância do primário do transformador de saída ? Achei um pouco alta, dessa forma a relação de espiras vai ficar alta e reduzir muito a tensão no secundário, diminuindo a potência, não alcançando o 1W apregoado.  Pelas minhas contas, desse jeito não passa de 400mW de saída.

- A malha de realimentação está ligada na grade do divisor de fases, será que é assim mesmo (não vai ficar positiva) ?  Tem um resistor R10 que atenua junto com R9 quase pela metade do sinal.  

Eu montei um transformador de saída PP na semana passada com vários taps para o secundário, de forma que eu posso escolher várias impedâncias de primário (3,5k  5,5k  10k  12,5k  16k  20k  21,4k  24,7k e 32k).  Uma hora vou montar a etapa de saída pra ver como se comporta.  
Registrado

O que se escreve com "facilidade" costuma ser lido com dificuldade pelos outros. Se quiser ajuda em alguma coisa, escreva com cuidado e clareza. Releia sua mensagem postada e corrija os erros.
Matec
Administrator
Hand MasterMind
*****
Offline Offline

Mensagens: 2.237



« Responder #3 : 22 de Outubro de 2013, as 20:54:58 »

Xformer

Vamos por partes,  Evil

Comentários:

- Acho estranho a rede formada por R33 e C25 estar em paralelo com o resistor e capacitor de catodo do triodo de entrada.  Para DC, C25 funciona como circuito aberta e então não tem efeito na polarização. Para AC, C24 curto circuita, tirando R33 e C25 da jogada.  Deve ter outra ligação para eles.


Esse arranjo de cátodo, como disse o James M, seria para alterar a resposta do estágio e criar o efeito da conexão das entradas do JTM 45/ 1959 , (à la Hendrix). Seria algo como juntar as entradas Hi E Lo que são em válvulas diferentes, em uma só. Esse é o argumento. O resultado eu comento em algum tempo.

Citar
- Deveria ter um capacitor de desacoplamento em paralelo com o resistor no catodo dos triodos de saída, senão vai ter uma perda muito grande de ganho.

No JCM1 esse capacitor é  de 47uF /63V, no JTM1 o local está vago. Na minha placa vou testar , pois o local de colocação do componente estará lá.

Citar
- Considerando que a fonte DC deve ficar perto dos 250Vdc, com um resistor de catodo de 470 ohms nos triodos de saída, a polarização deles vai ficar alta demais (pouco negativa), o que vai deixar a corrente de repouso bem alta e mais pra classe A do que para AB.  Talvez não seja 470 mas 4700 ohms.

Eu Não tenho dúvidas sobre o valor do resistor.

 
Citar
- Como você descobriu a impedância do primário do transformador de saída ? Achei um pouco alta, dessa forma a relação de espiras vai ficar alta e reduzir muito a tensão no secundário, diminuindo a potência, não alcançando o 1W apregoado.  Pelas minhas contas, desse jeito não passa de 400mW de saída.

Xformer! Você e o Eduardo quem deram as dicas no outro tópico, sobre o cálculo da impedância desse transformador. Eu só fiz os testes. E verifiquei que a maior transferência de potência se dá próxima ao valor de 30K, mas não é um valor exato, pode estar entre 25K e 35K para o primário. Nesse intervalo é que eu medi a senóide de 5Vpp sem distorção com uma 12au7, com carga de 8R. Nas mesmas condições a 12bh7 deu mais de 7vpp.

Citar
- A malha de realimentação está ligada na grade do divisor de fases, será que é assim mesmo (não vai ficar positiva) ?  Tem um resistor R10 que atenua junto com R9 quase pela metade do sinal.  

Eu montei esse circuito. Do jeito que está no esquema está correto, no sentido de não oscilar. Quanto à atenuação lembre se que a saída vai ser de 1w. Então esse estágio de saída tem um ganho global bem baixo, pouco acima da unidade, a realimentação trabalha bem pouco.

Citar
Eu montei um transformador de saída PP na semana passada com vários taps para o secundário, de forma que eu posso escolher várias impedâncias de primário (3,5k  5,5k  10k  12,5k  16k  20k  21,4k  24,7k e 32k).  Uma hora vou montar a etapa de saída pra ver como se comporta.  

Ótimo! Você também fazendo os testes a coisa fica mais interessante. Aguardo os resultados de seus testes.
Obrigado!
« Última modificação: 15 de Abril de 2017, as 09:59:23 por Matec » Registrado
xformer
Administrator
DIY Freak
*****
Online Online

Sexo: Masculino
Mensagens: 5.317


e^(i x pi)+1=0


WWW
« Responder #4 : 23 de Outubro de 2013, as 07:05:41 »

Xformer! Você e o Eduardo quem deram as dicas no outro tópico, sobre o cálculo da impedância desse transformador. Eu só fiz os testes. E verifiquei que a maior transferência de potência se dá próxima ao valor de 30K, mas não é um valor exato, pode estar entre 25K e 35K para o primário. Nesse intervalo é que eu medi a senóide de 5Vpp sem distorção com uma 12au7, com carga de 8R. Nas mesmas condições a 12bh7 deu mais de 7vpp.

Eu montei esse circuito. Do jeito que está no esquema está correto, no sentido de não oscilar. Quanto à atenuação lembre se que a saída vai ser de 1w. Então esse estágio de saída tem um ganho global bem baixo, pouco acima da unidade, a realimentação trabalha bem pouco.

De fato, 5Vpp em 8 ohms dá 390mW (como eu comentei, não passava de 400mW).  Ou seja precisa melhorar em muitas coisas pra chegar no 1W. A questão da transferência de potência não é só igualar as impedâncias do primário e a interna da placa, mas tem que considerar também a relação de transformação e a excursão do sinal. Maior impedância do primário dá menos inclinação na reta de carga e maior excursão possível, mas aumenta a atenuação pela relação de transformação.  Tem que achar o melhor valor pra impedância do primário e de polarização dos triodos, de forma a ter o máximo de excursão e menor atenuação.  Eu li em um fórum que o James M. comenta sobre o chaveamento de 1W e 0,1W para o falante.  Ele diz que na verdade os 0,1W não são tudo isso, mas apenas 25mW conforme abaixo:
1W em 8 ohms = 2,828Vrms, usando o resistor de 47R em série com o falante de 8R, vai dar: 2,828Vrms x (8 / (8+47)) = 0,411Vrms = 21mW
1W em 16 ohms = 4Vrms, com 82R em série com falante de 16R, obtemos 4Vrms x 16 / (16+82) = 0,653Vrms que dá 26mW em 16R.  
Ou seja ele diz que o marketing inflou de 25mW para 100mW. Mas dá a entender que o 1W (clean) é verdadeiro.
Experimenta aumentar o resistor de catodo do estágio de saída e colocar o capacitor em paralelo pra tentar aumentar a potência. Pelas fotos que eu vi, o resistor é de 470R mesmo (mas ele fica embaixo de uns fios pretos e não dá pra ver a referência) e o lugar capacitor está vago.
« Última modificação: 15 de Abril de 2017, as 10:01:43 por Matec » Registrado

O que se escreve com "facilidade" costuma ser lido com dificuldade pelos outros. Se quiser ajuda em alguma coisa, escreva com cuidado e clareza. Releia sua mensagem postada e corrija os erros.
Matec
Administrator
Hand MasterMind
*****
Offline Offline

Mensagens: 2.237



« Responder #5 : 23 de Outubro de 2013, as 08:28:09 »

Porém só não consegui testar com a 12AU7. Não achei as danadas! o teste BOM foi com a 12BH7 que deu um valor de pico de tensão de 7,5V ; testei também com uma 12AT7 deu um pico de 5V e at´com uma 12AX7 que estava com a marca apagada, 2,5V pico. Tudo isso com carga de 8 Ohms.
O transformador tem que ter mais de 20K/8Hms senão não rende, o som ficará mais baixo em vez de mais alto.
estou usando em torno de 25k.

De todo jeito 1W rms é lenda.

Ué com 7,5Vp = 5,3Vrms (se for senoidal, que eu presumo que seja) = 3,5W em 8 ohms com 5Vp = 3,5Vrms = 1,5W em 8 ohms

Então você já tem os transformadores de saída, já dá pra ter uma idéia da possibilidade.

Xformer
Nas suas próprias palavras 1,5W...
Peço que você decida de uma vez qual o método correto para se calcular a potência de saída, para que eu coloque as especificações corretas mais tarde. Cheesy

O cálculo da saída 0,1w é esse mesmo, não passa de 25mw. Dizem que ainda é audível o suficiente. (Basta que o falante seja dos bons). Roll Eyes

Abs
« Última modificação: 15 de Abril de 2017, as 10:00:36 por Matec » Registrado
xformer
Administrator
DIY Freak
*****
Online Online

Sexo: Masculino
Mensagens: 5.317


e^(i x pi)+1=0


WWW
« Responder #6 : 23 de Outubro de 2013, as 08:37:24 »

Você que fez confusão. Uma hora escreve 5Vpp e outra hora 5Vp.

5Vpp = 5 volts pico a pico = 5 / 2,828 = 1,768 Vrms  (para onda senoidal)

5Vp = 5 volts de pico = 5 / 1,414 = 3,53 Vrms

Vpp = 2 x Vp

Vpp é a amplitude total da forma de onda (do pico negativo até o pico positivo).
Vp é apenas a amplitude de 0V ao pico negativo ou ao positivo (meia onda).

Logo:

P = (Vp^2)/(2 x R)

ou

P = (Vpp^2)/(8 x R)
« Última modificação: 23 de Outubro de 2013, as 08:49:57 por xformer » Registrado

O que se escreve com "facilidade" costuma ser lido com dificuldade pelos outros. Se quiser ajuda em alguma coisa, escreva com cuidado e clareza. Releia sua mensagem postada e corrija os erros.
Matec
Administrator
Hand MasterMind
*****
Offline Offline

Mensagens: 2.237



« Responder #7 : 23 de Outubro de 2013, as 09:13:09 »

Então tá! Vai ver que eles aderiram ao Watt IHF ou PMPO!

 Legal!
« Última modificação: 23 de Outubro de 2013, as 09:32:04 por Matec » Registrado
xformer
Administrator
DIY Freak
*****
Online Online

Sexo: Masculino
Mensagens: 5.317


e^(i x pi)+1=0


WWW
« Responder #8 : 23 de Outubro de 2013, as 09:33:39 »

Então tá!

 Legal!


Então tá o quê ?  Afinal, você mediu 5V de pico (logo 1,56W) ou 5V pico a pico (390mW) ?
Registrado

O que se escreve com "facilidade" costuma ser lido com dificuldade pelos outros. Se quiser ajuda em alguma coisa, escreva com cuidado e clareza. Releia sua mensagem postada e corrija os erros.
Matec
Administrator
Hand MasterMind
*****
Offline Offline

Mensagens: 2.237



« Responder #9 : 23 de Outubro de 2013, as 09:55:28 »

Então tá!

 Legal!


Então tá o quê ?  Afinal, você mediu 5V de pico (logo 1,56W) ou 5V pico a pico (390mW) ?

Você está certo no cálculo. é claro!
 Legal!
Eu medi 5Vpp ,ou seja 1,768 Vrms,
Mas um detalhe é importante frisar, as medidas estão corretas, mas o uso que se vai fazer é fora do normal, distorções altas o tempo todo. A potência nominal é baixa, mas com onda quadrada ela vai um pouco mais perto do anunciado.
Não que isso faça diferença, o real é o que você calculou.
Abs
« Última modificação: 15 de Abril de 2017, as 10:03:01 por Matec » Registrado
xformer
Administrator
DIY Freak
*****
Online Online

Sexo: Masculino
Mensagens: 5.317


e^(i x pi)+1=0


WWW
« Responder #10 : 23 de Outubro de 2013, as 10:31:52 »

Então a potência está bem aquém do 1W (que pelo projetista James Merchant é verdadeiro 1W CLEAN na saída).  Talvez tenha algum detalhe que somente pelas fotos não dê pra ver e concluir como é o circuito real do JTM-1 (fazer o esquema como você fez olhando só pras fotos é realmente incrível e demanda muita paciência e olho bom     Palmas).  Se a fonte fosse de 300Vdc, já ajudava bastante, mas com transformador de 180Vac não chega nisso.
Achei um relato do James dizendo que realmente a realimentação negativa entra na grade e é de 6dB.

Citar
The low power mode is indeed lower than 0.1 watts. Clean it is about 25mW. Overdriven, it will measure a little bit more, but the peak voltage won't go up. I actually tuned the power rating using my family. I took a proto home and, while they were watching TV in the next room, increased the power until I got a complaint. That was the point I set!

From a marketing point of view, 25mW was always going to sound like it was too low, so when I was asked if it was 'about 0.1 watt' I replied that it was indeed 'about that' and the rest is history.

http://www.marshallforum.com/marshall-amps/41694-some-inside-baseball-you-jtm1-jcm1.html

Citar
The 60s has an input stage that has a cathode r/rc network designed to imitate the frequency response of a jumpered input with a little more bright than normal volume level, then gain then anode follower then the tone stack from a JTM45 - 56k slope and 220p treble. Only the treble control is fitted as a tone control. Then there is another anode follower to the PI. There is about 6dB of NFB into the grid of the PI.
« Última modificação: 23 de Outubro de 2013, as 10:42:27 por xformer » Registrado

O que se escreve com "facilidade" costuma ser lido com dificuldade pelos outros. Se quiser ajuda em alguma coisa, escreva com cuidado e clareza. Releia sua mensagem postada e corrija os erros.
Finck
Handmaker
****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 1.708



« Responder #11 : 23 de Outubro de 2013, as 12:36:59 »

Cavalheiros, não briguem! 

Potência a parte, o importante é o ampzinho dar certo. Acho que será o primeiro clone do mundo dessa série comemorativa (eu bem que procurei, mas não achei nada). Me sinto um pouco triste por não possuir conhecimentos técnicos suficientes para ajudar a debugar o esquema...
Registrado

Se alguém ficou curioso, meu avatar é o brasão da família Finck. Dizem que os brasões das famílias alemãs estão relacionados com a profissão de seu patriarca. Se isso for verdade, o patriarca Finck deve ter sido bobo da corte...
xformer
Administrator
DIY Freak
*****
Online Online

Sexo: Masculino
Mensagens: 5.317


e^(i x pi)+1=0


WWW
« Responder #12 : 23 de Outubro de 2013, as 13:02:16 »

Cavalheiros, não briguem!  

Não há briga alguma, de onde tirou essa idéia ?  Para haver a engenharia reversa precisamos fazer vários questionamentos e medições para termos as respostas para o que ainda temos dúvidas. Para isso precisamos falar a mesma língua e termos os conceitos corretos. Se alguma coisa é respondida vagamente (então tá...) ou com conceito errado (Vp ou Vpp), não ajuda em nada, pelo contrário só confunde.  Num trabalho de equipe (eu entendo que cooperativo e não competitivo) os participantes tem de estar sintonizados e falando a mesma língua e responder objetivamente. Das medições, dos relatos, etc vamos tirando conclusões que ajudarão a acabar com os buracos negros.

Agora imagine fazer isso através de um fórum (que é o que acontece), que é lento e demorado pra termos uma resposta.  Se eu estivesse ao lado do Matec num laboratório, simplesmente eu perguntaria se ele mediu isso mesmo, ou iria ver eu mesmo pra não restar dúvida, mas não tenho esse recurso.  Como ele fez a parte mais trabalhosa da tarefa que era levantar um esquema preliminar e fez algumas medições num circuito experimental, pra ajudar e tentar responder algumas coisas que não estão claras, necessitamos de muitos questionamentos, que de forma alguma deve ser considerado como briga, mas discussão técnica.
« Última modificação: 23 de Outubro de 2013, as 13:04:40 por xformer » Registrado

O que se escreve com "facilidade" costuma ser lido com dificuldade pelos outros. Se quiser ajuda em alguma coisa, escreva com cuidado e clareza. Releia sua mensagem postada e corrija os erros.
Matec
Administrator
Hand MasterMind
*****
Offline Offline

Mensagens: 2.237



« Responder #13 : 23 de Outubro de 2013, as 13:25:02 »

Então a potência está bem aquém do 1W (que pelo projetista James Merchant é verdadeiro 1W CLEAN na saída).  Talvez tenha algum detalhe que somente pelas fotos não dê pra ver e concluir como é o circuito real do JTM-1 (fazer o esquema como você fez olhando só pras fotos é realmente incrível e demanda muita paciência e olho bom     Palmas).  Se a fonte fosse de 300Vdc, já ajudava bastante, mas com transformador de 180Vac não chega nisso.
Achei um relato do James dizendo que realmente a realimentação negativa entra na grade e é de 6dB.


É, eu não posso garantir que o esquema do JTM1 que eu postei não tem enganos, talvez haja algum detalhe no circuito ou no transformador que dê um Up na potência, mas acho isso não será tanto ao ponto de cravar no 1W. Os seus cálculos de potência para a saída de uma 12au7 vêm provar isso.

Para chegar nesse esquema foi um bom tempo. O JCM1 demorou mais, mas ficou bem incompleto; o pcb de Tone não revela quase nada pelas imagens, e uma boa parte do circuito está lá. Além das fotos o Vídeo passado quadro-a-quadro ajuda bastante.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Fotos das  peças







Esses últimos dias é que eu decidi fazer o HTM1-3 depois de várias revisões no esquema do JTM1.

Por isso nessas fotos ainda aparece o chassis de um futuro JCM800 -2W com 3 12ax7 e 1 12bh7, com montagem dos soquetes no chassis e componentes em pcb. Essa montagem será apresentada depois.

No HTM1-3 eu pretendo fazer o pcb com as válvulas onboard

O transformador de saída já foi testado  e apesar da falta de “pedigree” ele respondeu bem , tanto para a 12au7 como para a 12bh7.

O transformador de força é da Líder com 12,6Vx1A e 180Vx70mA.

O gabinete eu fiz à tanto tempo que não lembro quando foi, mas vai ficar bem para esse ampli após umas alterações e acabamento em courvin. Mais tarde vou pesquisar algumas cantoneiras que combinem com o modelo Marshall . Também os knobs dourados não ficariam mal.

Eu gostaria que o painel de alumínio ficasse com anodização amarela. Alguém sabe como se faz isso?. Uma vez fiz um ampli para um cliente, e ele forneceu um painel de chapa de latão, que ficou muito boa, mas é cara demais!

Citar
Cavalheiros, não briguem!  

Na verdade eu conto com o xformer para corrigir meus frequentes deslizes, pois eu nem sempre tenho literatura de referência por perto, e eu, meio estabanado, vou colocando coisas da memória para não perder o fio do texto. Espero que o xformer continue com paciência para caçar minhas gafes. Obrigado a todos!

Abs.
« Última modificação: 14 de Janeiro de 2016, as 19:50:20 por Matec » Registrado
Finck
Handmaker
****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 1.708



« Responder #14 : 23 de Outubro de 2013, as 15:28:04 »

Matec, se você for de São Paulo, chapa de latão tem na Central dos Metais, na rua Lavapés (Cambuci). Eles vendem cortado (mesmo em pedaços pequenos), e acaba ficando barato porque o latão é bem mais duro que alumínio, então podes usar uma chapa bem fina (0,5mm já é mais que suficiente). Detalhe: latão escurece, precisa ser envernizado.

Se quiser fazer em alumínio, tem quatro jeitos: anodização caseira (com soda cáustica e corante para tingir roupas) ou verniz vitral amarelo (aplicado com aerógrafo) ou verniz PU tingido (idem) ou vinil translúcido (amarelo, óbvio, e você já aproveita para fazer as inscrições do painel).
Registrado

Se alguém ficou curioso, meu avatar é o brasão da família Finck. Dizem que os brasões das famílias alemãs estão relacionados com a profissão de seu patriarca. Se isso for verdade, o patriarca Finck deve ter sido bobo da corte...
Páginas:  [1] 2 3 ... 12   Ir para o Topo
  Imprimir  
 
Ir para:  


Powered by MySQL Powered by PHP Powered by SMF 1.1.21 | SMF © 2006-2009, Simple Machines

XHTML 1.0 Válido! CSS Válido! Dilber MC Theme by HarzeM
Página criada em 0.232 segundos com 21 procedimentos.
SimplePortal 2.3.3 © 2008-2010, SimplePortal